terça-feira, 30 de abril de 2013

#BlogueirosPE discute: Séries de TV


Oi pessoal!

Domingo (dia 27/04) os #BlogueirosPE realizaram mais um hangout. Desta vez o tema foi séries de TV e teve a participação da Carissa (Carissa Vieira), Bianca (Livretando), Marcos (Capa & Título) e Thyeri (Restaurante da Mente). Fiquei de fora porque não assisto nenhuma série e não ia ter o que falar. rsrs



Vocês concordam com a opinião deles sobre as séries? Quais são suas preferidas?

Beijos!

Monique

domingo, 28 de abril de 2013

RESENHA: O Lorde Supremo


Fabiana Araújo


ATENÇÃO: Esta resenha contém  spoilers dos livros anteriores!!!

“Um ano após os acontecimentos de ‘A aprendiz’ Sonea  parece ter finalmente conquistado o respeito dos outros aprendizes e da maioria de seus professores. Porém, ela não pode si dar ao luxo de ter amigos. Não quando esse sentimento pode ser usado como uma arma contra ela. Não depois de ter visto o Lord Supremo praticando uma magia proibida pelo Clã. Não depois da segurança de Rothen, seu antigo guardião e amigo, ter sido colocada em risco.

Embora, muitas vezes, Sonea tenha desejado não ter visto o que viu na sala subterrânea do Lord Akkarin o comportamento ‘passivo’ do mago em relação a ela começa a despertar-lhe interesse e uma curiosidade genuína. Percebendo a mudança de atitude da aprendiz seu novo guardião passa a lhe contar estórias que irão lhe despertar mais perguntas.

 ‘Poderia a verdade ser tão aterrorizante quanto Akkarin afirma? Ou ele estaria tentando enganá-la para que Sonea o ajude em algum terrível esquema sombrio?’

Até onde Sonea poderá confiar nele?” *


Tão triste dar adeus a uma série que despertou minha paixão logo de início. Mas tão bom e reconfortante saber, ao finalizar o livro, que a autora correspondeu a todas as minhas expectativas. Os personagens passaram a fazer parte das minhas lembranças. Personagens esses que permanecerão comigo para sempre, no meu coração.

Confesso que está sendo bem difícil escrever essa resenha. Geralmente tenho uma certa dificuldade em passar minhas impressões para o ‘papel’ e resenhar o ultimo livro de uma série tão querida quanto a Trilogia do Mago Negro não facilita o trabalho. Mas tenho de tentar e vou ser o mais superficial possível para não estragar as surpresas do leitor, ok?

Dentre os três volumes da Trilogia esse foi o que mais me surpreendeu, as reviravoltas na narrativa não permitem que o leitor tire os olhos das páginas. A autora nos transporta para o mundo de Sonea, permitindo que o leitor vivencie, junto com a personagem, todas as situações de perigo e participe das decisões que a protagonista tem de tomar. E acredite, ela teve de lidar com muitas. As mais surpreendentes possíveis. Eu nunca ia sonhar, nessa altura da série que ela agiria de tal forma. Que fosse contra Rothen e... #parei

A narrativa continua tão apaixonante e realista que nos pegamos conversando com o livro, brigando com Sonea ou exclamando: ‘ Meu Deus, olha o que a autora esta fazendo!’ ou ‘Não, por favor, não faça isso comigo. Qualquer um, menos ele.’  Isso tudo num turbilhão de lágrimas, revolta ou risada. (Por favor, quem não riu ou vibrou horrores com aquele ‘aparecimento’ de Regin? Quase engasguei rindo com um ‘se lascou’ afinal esperávamos por algo do tipo desde o inicio de ‘A aprendiz’. Aliás, a alternativa apresentada pela autora foi melhor na minha opinião rsrs.

O bom de esperar um livro ser publicado, (é, consegui ver um lado bom nisso porque geralmente esperar é uma tortura) é que temos tempo de tentar imaginar ou prever o que poderá acontecer em seguida. Eu tive esse tempo, mas não consegui acertar nada, nem uma vírgula. Canavan estava decida a surpreender o leitor a cada capitulo. E isso é uma das melhores facetas da autora. Além de criar esse mundo mágico e cheio de mistérios, Trudi aproveita para inserir na estória novos personagens com Savara, uma informante misteriosa que cai de paraquedas na vida de Ceryni e os não menos medonhos ‘sachakanos’. Esses últimos deixam o enredo um pouco confuso à principio, mas com o avanço da leitura vamos entendendo seu papel na estória. 

Sem dúvidas a autora fechou a série com chaves de ouro, entrou para minha lista de autores favoritos.

Para os fãs a autora tem uma outra trilogia derivada desta intitulada ‘The Traitor Spy Trilogy’. Mais informações clique aqui. Não entrarei em detalhes da sinopse, pois se trata de um big spoiler do final, ok? Entrei em contato com a editora para saber se irão publicá-la no Brasil, mas ainda não retornaram com a resposta. Assim que souber de detalhes compartilho com você. 

Super recomendo

 *Sinopse baseada no primeiro capitulo do livro Lord Supremo, com trecho retirado da orelha do mesmo.

Booktrailer:



Trilogia do Mago Negro:

 2-  A Aprendiz
 3- O Lorde Supremo


Sobre o livro:
Titulo: O Lord Supremo
Autor: Trudi Canavan
Editora: Novo Conceito
Páginas: 623

sábado, 20 de abril de 2013

RESENHA: Legend


Monique Melo

“Ambientado na cidade de Los Angeles em 2130 D.C, na atual República da América. Conta a história de um rapaz – o criminoso mais procurado do país – e de uma jovem – a pupila mais promissora da República –, cujos caminhos se cruzam quando uma pessoa é assassinada e a ela cabe a tarefa de capturar o responsável pelo crime. No entanto, a verdade que os dois desvendarão se tornará uma lenda.”

Sabe quando você lê algo e gosta tanto que não sabe explicar o motivo? É mais ou menos o que aconteceu comigo ao ler Legend. A história me conquistou de um jeito, que as páginas passaram rapidamente e me vi envolvida com cada acontecimento.

Nós já começamos o livro acompanhando a vida frenética de Day e June, cada um inserido em sua própria realidade: enquanto o primeiro vive nas ruas, constantemente fugindo da República e seu sistema opressor, a segunda é considerada um gênio e tem muitos privilégios.

A narração dos capítulos se alterna entre Day e June, então a diferença entre a vida dos dois nos é perceptível conforme o dia a dia deles é descrito. Devo confessar que a história do Day me emocionou mais, o que não diminui a minha admiração pela força da June. Ambos tem grandes qualidades, assim como defeitos, mas no momento que o caminho dos dois se cruzam, tudo muda.

Como a história deles não nos é contada linearmente, questionei várias coisas, mas conforme fui lendo, as explicações foram dadas e achei que o livro foi muito bem construído, sabendo inserir cada elemento no momento certo. A autora também se utiliza de algumas cenas onde a crueldade se sobressai e ela não conta nada além do necessário: raros são os momentos onde ela se dispõe a divagar ou por informações que não são relevantes para o entendimento do livro.

Outra coisa que me agradou muito foram as surpresas que a autora inseriu no enredo. Muitas vezes temos certeza de que o quadro apresentado descreve totalmente a verdade para, posteriormente, perceber que foi tudo de caso pensado para dar a impressão equivocada. Esse tipo de reviravolta deu ao enredo, bastante movimentado, ainda mais dinamicidade. Uma escolha bastante acertada e que funcionou perfeitamente.

Legend é uma distopia que tem muito elementos que estamos acostumados a ver, então creio que duas coisas me fizeram gostar tanto do livro: os personagens principais e a forma que a autora desenvolveu sua proposta. Gostei tanto que fui procurar pela continuação e descobri que a editora Prumo, que fez um ótimo trabalho gráfico, pretende lançá-la ainda este semestre. E lá vou eu ficar ansiosa por Prodigy.

Sobre o Livro:
Legend
Volume: 01
Autora: Marie Lu
Editora: Prumo
Ano: 2012
Páginas: 256

Série:
02. Prodigy
03. Ainda não lançado

Booktrailer:



sexta-feira, 19 de abril de 2013

#BlogueirosPE discute: Filmes da discórdia

 

Oi pessoal!

O #BlogueirosPE realizou outro hangout e dessa vez o tema foi "Filmes da Discórdia". Conversamos um pouco sobre os filmes que adoramos e a maioria das pessoas não curte e o que não gostamos e o grande público adora. Os participantes deste hagout foram:

- Carissa (Carissa Vieira)





E vocês, quais são so filmes que colocariam em debate? Contamos com a ajuda de vocês sugerindo temas também, ok?

Beijos!

sábado, 13 de abril de 2013

RESENHA: Dragões de Éter – Caçadores de bruxas


Monique Melo

Nova Ether é um mundo protegido por poderosos avatares em forma de fadas-amazonas. Um dia, porém, cansadas das falhas dos seres racionais, algumas delas se voltam contra as antigas raças. E assim nasce a Era Antiga.
Essa influência e esse temor sobre a humanidade só têm fim quando Primo Branford, o filho de um moleiro, reúne o que são hoje os heróis mais conhecidos do mundo e lidera a histórica e violenta Caçada de Bruxas.
Primo Branford é hoje o Rei de Arzallum, e por 20 anos saboreia, satisfeito, a Paz. Nos últimos anos, entretanto, coisas estranhas começam a acontecer...
Uma menina vê a própria avó ser devorada por um lobo marcado com magia negra. Dois irmãos comem estilhaços de vidro como se fossem passas silvestres e bebem água barrenta como se fosse suco, envolvidos pela magia escura de uma antiga bruxa canibal. O navio do mercenário mais sanguinário do mundo, o mesmo que acreditavam já estar morto e esquecido, retorna dos mares com um obscuro e ainda pior sucessor. E duas sociedades criminosas entram em guerra, dando início a uma intriga que irá mexer em profundos e tristes mistérios da família real.
E mudará o mundo.

Dizer que Dragões de Éter é muito bom não explica nem metade do que senti ao ler o primeiro livro da série do Raphael Draccon. Primeiro, quando li a sinopse e algumas resenhas sobre o livro, fiquei bastante curiosa e animada com o resgate de personagens que fizeram parte da infância de tantas pessoas, inclusive da minha. Então, quando comecei a ler e me deparei com esses personagens tão queridos e descritos dessa forma tão interessante, tomando parte de um enredo bem trabalhado, só pude me apaixonar.

A narrativa para mim foi um dos destaques. O narrador conversa com o leitor e a forma que tudo é contado reforça esse aspecto. Senti como se alguém estivesse me contando uma história que se passou algum tempo atrás (o que, em certos aspectos, foi isso mesmo) ou escutando um “causo” de um amigo.

A familiaridade de algumas partes do livro com as antigas histórias, mas, ao mesmo tempo, a diferente visão sobre os fatos me intrigou e me fazia avançar muito rápido na leitura. Afinal, o que mais daquela antiga história eu não sabia? O que mais foi ocultado? E depois daquele grande momento e tudo que ouvi, o que aconteceu? Draccon utiliza-se desses antigos contos de fadas e os molda de uma forma bem peculiar. Um exemplo é como ele explica o nome “chapeuzinho vermelho” para a garota que quase morre devorada por um lobo quando ia visitar a avó, afinal, o nome dela não poderia ser realmente este, não é mesmo?

É neste ponto que o livro conseguiu me ganhar (ainda mais): mesmo falando de tantos personagens conhecidos, o autor consegue criar algo surpreendentemente novo e direcionar de um jeito que a leitura tivesse um ritmo ótimo e não se tornasse enfadonha. Outra coisa super legal foram as referências a astros do rock seja por meio dos nomes de personagens ou constelações.

Adorei o livro e fico feliz de já ter a continuação. Só vou esperar um pouquinho para ler porque quero curtir tudo que li para partir para a próxima aventura. E para você que não leu:

“Se um dia tiver uma real oportunidade, e achar que é a única de sua vida, agarre-a com unhas e dentes.” – página 215.

Você não se arrependerá.

Booktrailer:



Sobre o livro:
Dragões de Éter – Caçadores de Bruxa
Volume: 01
Autor: Raphael Draccon
Editora: Leya
Ano: 2010
Páginas: 440

A série:

sexta-feira, 12 de abril de 2013

SORTEIO: Kit Bella Andre



Oi pessoal!

Hoje começa sorteio novo na Fábrica! Dessa vez, os livros são “Um olhar de amor” e “Por um momento apenas” da autora Bella Andre. Para participar é só seguir os passos indicados no formulário abaixo e ter endereço de entrega no Brasil. Outra coisa importante: os livros são hot, então só maiores de 18 anos podem participar, ok?

a Rafflecopter giveaway

O Sorteio começa hoje e vai até o dia 01 de maio.

Boa sorte!

terça-feira, 9 de abril de 2013

RESENHA: Esperando por Você


Fabiana Araújo
“Fazemos isso todos os anos. Nós nos encontramos antes do inicio das aulas, num momento em que todas as energias de possíveis acontecimentos estão circulando a mil por hora, e fazemos um pacto sobre novos rumos que queremos dar às nossas vidas.
–Estou cansada de ficar esperando o inicio de uma vida pra valer – digo –Tipo, quando é que todas as coisas boas vão finalmente começar a acontecer?
–Agora! Este vai ser o nosso ano!
–Como você sabe?
–Só sei dizer que vai ser.
Espero mesmo que ela tenha razão. Tem um limite de tempo que uma pessoa pode agüentar antes de começar a achar que nada de estimulante vai acontecer com ela. Tipo, nunca.
–A espera terminou  – insiste Sterling  –Confia em mim.”

Marisa espera que algo grandioso finalmente aconteça em sua vida. E ao que tudo indica o destino reserva grandes surpresas para ela esse ano. Derek, um garoto popular da escola e o namorado dos seus sonhos, finalmente resolve olhar pra ela. Seus pais, entretanto, parecem estar passando por um momento complicado. Sua melhor amiga Sterling esta fazendo yoga e insiste em namorar um cara mais velho.  Para temperar um pouquinho mais a estória  temos o podcast  de um DJ misterioso que parece entender todos os adolescentes do colégio. E ah, claro, temos o Nash. Ahhhhhh o Nash!!! <3

Quando iniciei a leitura não esperava muito do livro, achei que seria apenas mais um romancezinho  fofo sobre o primeiro amor. Uma estória que me faria lembrar com saudades da minha adolescência. Todos os conflitos, a pressão, os amigos, as perguntas, as dúvidas e receios. Aquela época em que achamos que tudo é tão determinante e intenso sabe? Onde qualquer atitude e acontecimento assumem níveis tão importantes.  Foi uma surpresa muito agradável perceber que o livro conseguiria ir muito além desse universo.

Com diálogos rápidos, personagens cativantes e capítulos pequenos Suzane Colasanti  vai nos apresentando o mundo de Marisa. Uma típica adolescente que espera que tudo aconteça ‘agora’ e acredita que as músicas de John Mayer tem sempre uma explicação e uma palavra de conforto pra cada situação de sua vida. Um sonhadora. Embora Marisa seja a propagonista do livro é impossivel deixar de notar Sterling, a melhor amiga que todo mundo merecia ter. Sterling tem um humor muito peculiar, ri muito com umas tiradas dela. Ela se interessa apenas por homens 'mais' velhos e esta sempre a procura de algo para fazer.

A narrativa de Colasanti é tão dinâmica que consegue transportar o leitor para o universo dos adolescentes. Conseguimos acompanhar de perto todos os conflitos de Marisa: a descoberta do amor; a relação conflituosa com os pais e a irmã; o convívio na escola, o trabalho, o ciúme. O leitor se pega rindo dos micos, como a estória da carta. Que dó. Ou daquele personagem que achou que ia receber uma declaração e acaba descobrindo que não era o alvo do interessado. Ou, o que foi aquele encontro às escuras? Oh Deus! Esses acontecimentos colaboram muito para que o leitor consiga si identificar com algum dos personagens e isso gera uma verossimilhança muito bacana à obra, tornando-a única.

Entretanto, não se trata apenas de mais uma estória típica do universo infanto-juvenil. Colasanti aproveita para abordar com maestria e de forma simples e objetiva o distúrbio de ansiedade. Como isso afeta um adolescente, como eles reagem, o quao importante é a participação da família e dos amigos no processo.

‘Esperando por você’ é uma ótima indicação para o público juvenil que adora uma narrativa divertida, engraçada e romântica com os típicos conflitos do universo jovem. Recomendo!



Booktrailer:


Sobre o livro:

Titulo: Esperando por Você
Autor: Susane Colasanti
Editora: Novo Conceito
Número de paginas: 336