terça-feira, 31 de dezembro de 2013

TOP 10 - Os melhores livros de 2013 (Monique Melo)


Monique Melo

Não sou uma leitora muito rápida e meu dia a dia não me permite ler tanto quanto gostaria, mas esse ano me superei: li 57 livros. Minha lista é composta não só por livros que li e resenhei aqui para o blog, mas de alguns que pretendo um dia publicar minha opinião e outros que vou guardar pra mim o que achei. Tem um pouco de tudo: distopia, romance, sobrenatural...


10. Easy (Tammara Webber): Claro que o livro tinha que estar na minha lista! Afinal, o Lucas e a Jacqueline formaram uma dupla perfeita onde amor, sedução e um pouco de drama estavam sempre presentes. Esperando ansiosa pela versão Lucas dos fatos! Resenha em breve.
 

9. Os adoráveis (Sarah Manning): Uma grata surpresa! Pensei no livro como algo só para distrair e acabei me apaixonando pelos personagens e pela narrativa. Mais livros da autora publicados no Brasil, por favor! Resenha aqui.

 
8. Divergente – Divergent #1 (Veronica Roth): Outra distopia que amei conhecer e que me deixou bem animada por suas continuações. Gostei da ideia das facções e como a autora apresentou seu enredo. Resenha aqui.

 
7. Laços inseparáveis (Emily Giffin): Ele livro é bom demais! Como sempre, a Emily apresentou história e personagens muito verdadeiros e o tema que abordou foi muito bem elaborado e desenvolvido. Típico da autora. Resenha aqui.

 
 
6. Legend – Legend #1 (Marie Lu): Distopia simples, mas cheia de conteúdo. Day e June são ótimos personagens e eu adorei a escrita da Marie Lu. Já li Prodigy, segundo livro da série, e amei também! Resenha aqui.

 
5. A marca de Atena – Os heróis do Olimpo #3 (Rick Riordan): Eu amo o Rick Riordan e adoro como ele consegue prender a atenção do leitor unindo uma narrativa ágil, cenas de ação, romance e aventura e ainda dar aula de história. Resenha em breve.

 

4. Persuasão (Jane Austen): A autora é sempre atual, embora seus livros tenham sido escritos duzentos anos atrás. Gosto dos personagens, da crítica social embutida na narrativa divertida e romântica.


3. No limite da atração (Katty McGarry): Esse livro é lindo. Um casal de adolescentes desajustados (cada um do seu jeito) e tão quebrados emocionalmente me cativou muito. Noah e Eco foram personagens incríveis e adorei acompanhar a história deles. Resenha aqui.

 2. Dragões de Éter – Corações de Neve (Raphael Draccon): Fiquei encantada com a escrita do Raphael desde Caçadores de Bruxas e o segundo livro da série Dragões de Éter não me decepcionou. A releitura dos clássicos infantis numa nova ótica é imperdível. Resenha aqui.

  





















1 . Princesa Mecânica /Príncipe Mecânico – As peças infernais #3 e #2 (Cassandra Clare): Todo meu amor para a série As peças infernais! Não tem nada que eu não ame na história da Cassandra Clare e seus personagens cativantes, envolventes e tão cheios de coragem. Surtos me acompanharam na leitura dos dois livros. Sentirei muita falta de Tessa, Jem e Will. Resenha de Príncipe Mecânico.

Esses foram os meus preferidos do ano de 2013! E quais foram os de vocês?

segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

"Hanging out" com o #BlogueirosPE - S01E13


Oi, gente!
Foram três semanas sem gravar, mas voltamos bem animados para o último hanging out do ano! Espero que vocês gostem dos nossos comentários e se divirtam com nossos surtos!

domingo, 29 de dezembro de 2013

RESULTADO: Sorteio "Na companhia das estrelas"





Olá, pessoal!

Chegou ao fim mais um sorteio do blog. Vamos conhecer a sortuda?








Parabéns Paula Monteiro! Você tem 72 horas para responder o email com os seus dados. Do contrário, outro sorteio será realizado.

Obrigada pela participação de todos!

quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

RESENHA: Prodigy (Legend #2)

Monique Melo

Os opostos perto do caos. Depois que um cataclismo atingiu o planeta Terra, extinguindo continentes inteiros, os Estados Unidos se dividiram em duas nações em guerra: a República da América, a oeste, e as Colônias, formadas pelo que restou da costa leste da América do Norte. June e Day, a menina prodígio e o criminoso mais procurado da República, já estiveram em lados opostos uma vez. Agora eles têm a oportunidade de lutar lado a lado contra o controle e a tirania da República e, assim, alterar para sempre o rumo da guerra entre as duas nações. Resta saber se estão preparados para pagar o preço que as transformações exigirão deles.

Quando comecei Legend, eu realmente não sabia o que esperar. Achava o livro curtinho e fiquei com medo que ele tivesse um desenvolvimento ruim. Para minha sorte, isso não aconteceu. Com relação a Prodigy, meu receio se dava pelo fato de quase sempre achar que o segundo livro de uma série ou trilogia não corresponde a minha expectativa. Ainda bem que novamente eu não precisava me preocupar.

A autora diferencia a forma de ver as coisas não só mudando o personagem que faz a narrativa, mas a forma que ele observa os acontecimentos, o que achei ótimo, afinal ambos tem uma experiência de vida diferente, uma criação que diverge do outro. Nada mais natural que as atitudes e a forma de ver o mundo seja ainda mais particular. Quando Day é o narrador, ficamos mais a par de como a República é enxergada pelo povo e o tom é mais emocional. June já possui uma visão mais técnica e específica do que vê. Sempre analisa o local em que está e faz suposições de como tem que se comportar para ter o resultado que deseja.

Os personagens secundários tem sua própria força. Kaede me deixou surpresa e acabei gostando muito dela. Tess sempre teve minha simpatia, mas nesse livro eu me irritei um pouco com ela. O irmãozinho do Day aparece pouco, mas adorei os poucos momentos que isso aconteceu. E estou curiosa sobre o papel do novo Primeiro Eleitor no terceiro livro, já que gostei bastante dele nesse, embora ainda tenha um pé atrás sobre suas escolhas.

Mesmo tratando com cuidado e desenvolvendo os sentimentos de Day e June, o foco realmente é a revolução. Os dois são os trunfos, tanto dos Patriotas quanto da República, para conseguir apoio da população. Esse fato em específico, desencadeia uma série de acontecimentos e jogadas de poder que tornam o rumo da história imprevisível e eu adorei me surpreender enquanto lia e bolava teorias.

Em Prodigy nada é muito o que parece e vamos percebendo que as reviravoltas nunca param quando se trata de um livro da Marie Lu. Ela guarda uma especialmente para o final o que me deixou maluca pelo próximo e último livro. E que venha Champion!


Sobre o livro:
ISBN: 9788579272905
Série: Legend
Volume:02
Autora: Marie Lu
Editora: Prumo
Ano: 2013
Páginas: 304
Booktrailer:

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

RESENHA: Jardim de Inverno

Fabiana Araújo

Meredith e Nina nunca entenderam o que fizeram de errado para que sua mãe não pudesse amá-las , mas nunca desistiram de tentar. Até uma apresentação de teatro que Meredith se dedicou tanto para que alegrasse sua mãe.
 Ela cuidou pessoalmente de cada detalhe certificando-se para que nada saísse de errado e fizesse com que sua mãe sorrisse e finalmente as amasse. Porém tudo se pôs a perder quando sua mãe, no meio da apresentação a manda parar a encenação. Depois de tal evento Meredith desistiu de tentar e prometeu nunca mais ouvir os contos de fada da mãe.

Seu pai, Evan, foi o alicerce da família, o que as mantinha unidas mesmo com toda essa ausência. Porém, ele sofreu um ataque cardíaco e esta com os dias contados e tem um pedido especial a fazer para suas filhas. 


"Os contos de fadas sempre estiveram entre as melhores lembranças da infância de Nina e, apesar de não ter ouvido nenhum em décadas, ainda se lembrava bem deles.Mas por que o pai as trouxera de volta agora? Certamente ele sabia que aquilo terminaria mal. Meredith e Mamãe não conseguiriam deixar o quarto depressa o bastante.
Ela foi até ele. Estavam sozinhos agora. Atrás dela, o fogo crepitava e uma acha caiu, desfazendo-se em pedaços de carvão alaranjado.
— Eu adoro o som da voz dela — disse ele.

E Nina compreendeu subitamente. O pai usara a única forma de fazer a mãe falar.
— Você queria que estivéssemos todos juntos.

O pai suspirou. Era um som fino como papel, e depois ele pareceu ficar ainda mais pálido.
— Você sabe o que um homem pensa em um momento como... agora?

Ela segurou a mão dele.

— O quê?

— Erros.

— Você não cometeu muitos.

— Ela tentou falar com vocês. Até aquela maldita peça... Eu não devia ter deixado que ela se escondesse. É que ela sofreu tanto e eu a amo tanto.
Nina se curvou e beijou a testa dele.

— Isso não importa, Papai. Não se preocupe.

Ele segurou a mão dela e fitou os olhos marejados da filha.

— Importa, sim — disse ele, os lábios tremendo, a voz tão fraca que ela mal conseguia ouvir. — Ela precisa de vocês... e vocês precisam dela. Prometa.

— Prometer o quê?

— Depois que eu me for. Conheça sua mãe.

— Como? — Ambos sabiam que não havia forma de se aproximar da mãe dela. — Eu tentei. Ela não fala conosco. Você sabe disso.
— Faça-a contar a história da camponesa e do príncipe. — Ao dizer isso, ele fechou os olhos novamente e sua respiração ficou ainda mais pesada. —Mas a história inteira.

— Sei o que você está pensando, Papai. As histórias dela nos reuniam. Durante algum tempo, eu até pensei... mas eu estava errada, ela não...
— Apenas tente, está bem? Você nunca ouviu a história toda.

— Mas...

— Prometa."


Depois de uma sinopse dessas eu nem preciso dizer que o livro em questão é um drama daqueles né? E aham, uma estória bem triste por sinal. Já vão preparando os lencinhos porque vão precisar. Numa mistura de realidade, fantasia, romance e fatos históricos Kristin Hannah vem com tudo para entrar para a minha lista de autoras favoritas. Adorei a narrativa, o modo dinâmico e envolvente com o qual ela vai prendendo a atenção do leitor e construindo cenários tão mágicos e reais. Os personagens são tão bem construídos quanto, com mulheres fortes e determinadas. Mães guerreiras que lutam por seus filhos acima de qualquer coisa, as vezes arriscando a própria vida para protegê-los.

Anya é aquela personagem complexa que o leitor aprende a entender, amar e respeitar a cada pagina do livro. Assim como suas filhas, nós leitores, somos completamente seduzidos por sua voz toda vez que ela retorna a seu conto de fadas. A autora alterna a narrativa entre passado e presente o que colabora em muito na beleza do livro. Para aqueles que adoram fatos históricos esse livro é um prato cheio também.

É fascinante acompanhar essa família nessas pouco mais de quatrocentas paginas. Além da autora nos dar essa nova visão da personagem central temos o prazer de acompanhar Nina e Meredith em busca de respostas. E através delas descobrirem o que realmente querem, quem são, o que desejam, o que podem mudar...
Não vou entrar muito em detalhes para não estragar a leitura de vocês então...LEIAM!   
 
 
Booktrailer:

           


Sobre o livro:
Título: Jardim de Inverno
Autora: Kirstin Hannah
Editora: Novo Conceito
Páginas:415

Leia um trecho do livro (aqui)
Viste a página Oficial da Autora(aqui)

terça-feira, 17 de dezembro de 2013

MANGÁ - Primeiro volume: Blue Exorcist



Monique Melo

Algumas séries de mangás levam anos para chegarem ao fim. Mesmo entre as que já foram concluídas, existem as que possuem muitos volumes e é bem difícil de tentar acompanhar uma vez que o lançamento das mesmas ocorrem tem um certo tempo. Pensando nisso, resolvi falar do primeiro volume de séries que comecei a acompanhar recentemente, pois pode ser que alguns de vocês se interessem e queiram colecionar. Espero que gostem.


Sinopse oficial: 
Rin Okumura é um orfão que vive com Yukio, seu irmão gêmeo, no Monastério de Vera Cruz. Ao contrário de seu irmão, que é aplicado e conseguiu uma bolsa de estudos, Rin não é muito inteligente e tem um dom natural para arrumar confusão.
Um dia, em meio a uma briga, o jovem descobrirá o grande segredo que envolve seu passado e também que existem dêmonios no mundo. Criado por um padre exorcista, Rin não vê outra saída a não ser estudar para se tornar também um exorcista e lutar contra o mal.
O jovem ingressa no Colégio Vera Cruz para se tornar um verdadeiro exorcista. Mas, é claro que as aulas não serão todas teóricas… Acompanhe Rin em sua estrada dividida entre o bem e o mal, entre os exorcistas e os demônios, entre a paz e a batalha! (Fonte: site da JBC)


A mangaká:
Kazue Katō é uma mangaká nascida em Tokyo, em 1980. Sua obra mais conhecida é Blue Exorcist. Também ganhou um prêmio Osamu Tezuka, pela sua criação “Robot to Usakichi”. (Fonte: site da JBC)



Demografia: Shounen (daqueles que tem umas sacadas de comédia bem legais).

Comentários:
Eu não queria, eu juro. Não tinha a menor intenção de começar outra coleção longa (afinal, ainda está em andamento no Japão), mas cometi o grave erro de abrir um mangá na loja e me deparei com o ótimo traço da mangaká Kazue Kato e fiquei tentada a comprar. Neste dia eu resisti, mas em outra visita, não tive a mesma sorte. O enredo é meio batido: garoto órfão que parece não se encaixar onde vive, sempre se mete em confusão e não é lá muito esperto. Assim é Rin, irmão de Yukio. Ambos vivem no Monastério desde crianças e estão na fase de descobrir o que querem da vida. Mas o que Rin acaba descobrindo uma coisa muito importante sobre si mesmo e sua origem e daí tudo muda. O que me ganhou além do traço? Os personagens cativantes. Adorei o Yukio e o Rin de cara e a relação entre os irmãos é muito legal. E a forma que a mangaká apresenta sua história também ajudou bastante.


Personagem que mais gostei: Yukio, ele é surpreendente. (Sou daquelas que tem queda pelos intelectuais). 



Personagem que menos gostei: Mephisto Pheles (não achei muita graça nele, mas confesso que ele é bem misterioso...)




Personagem que provavelmente vai surpreender: Shiemi (parece tão frágil, mas aposto que vai ser super importante)


Arte: Achei linda demais! A Kazue Kato sensei arrasa!



Expectativas: Muito altas. Eu curto demais mangás onde o protagonista sempre está se superando e me parece que é o caso do Rin. Ele já escolheu o caminho mais difícil para sua condição e essa ação vai ter grandes consequências. Então estou bem animada com o mangá e espero que Blue Exorcist não me decepcione.




Informações sobre:
Mangá: Blue Exorcist
ISBN: 978-85-7787-716-4
Mangaká: Kasue Kato
Editora: JBC
Ano de lançamento no Brasil: 2013
Valor: R$11,90
Classificação etária: 14 anos
Formato: 13,50 x 20,50 cm


sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

Lemos na Fábrica: Novembro 2013


Fabiana Araújo 
Esse mês consegui ler 5 livrinhos. 


‘De volta aos quinze’ da Bruna Vieira: minha curiosidade em relação a autora se deve a ‘papos de espera’ nos eventos da Paula Pimenta. Sempre aparecia uma falando maravilhas. O livro tem uma premissa muito bacana com viagens no tempo e reflexões bem interessantes. Eu gostei do enredo, dos personagens, mas algo na narrativa deixou a desejar. Acho que isso se deve ao fato deste ser o meu primeiro contato com a autora então quero ler o segundo pra me decidir quando o livro sair HAHAHA

‘Jardim de Inverno’ da Kristin Hannah: APAIXONADA é pouco. Eterno amor define!!!! Chorei um monte esse livro é lindo, lindo. Em breve tem resenha no blog pra vocês. Claro que já quero ler tudo que a autora vir a publicar. Amei demais.


‘Até eu te encontrar’ da Graciela Mayrink: livro nacional que me surpreendeu demais. Já temos resenha dele aqui no blog caso queiram dar uma olhadinha.

‘Se você fosse minha’ da Bella Andre: estava com saudades da família Sullivan. Zack e Heather chegaram com tudo. Romance bem apimentado e encantador como de costume. Já temos resenha do livro aqui no blog caso queiram conferir.


 ‘As regras da sedução’ da Madeline Hunter: Adoro romances de época. Todo aquele cenário e ‘modos’ me encantam e estava curiosa pra ler. Gostei bastante da narrativa da Madeline e já quero ler o segundo livro da serie. Acho que vou ganhar de presente então, ansiosa. Li esse primeiro por e-book, então vou deixar a pagina do livro pra vcs caso estejam curiosos e quiserem ler a sinopse.

Em novembro foi isso, e vocês o que leram de bom?


Monique Melo
Esse mês minhas leituras foram bem poucas. Estou numa fase meio preguiçosa, então já viu...

Finale (Becca Fitzpatrick): Último livro da série Sussurro e eu não curti muito. E morreu o personagem que eu mais gostava. Ódio disso. A Fabi falou do livro aqui no blog e tivemos opiniões bem diferentes.

A casa de Hades (Rick Riordan): Todo meu amor para o Percy, Annabeth e Leo. Estava louca para ler e gostei muito. Só uma coisinha me incomodou, mas vou falar disso na resenha.

O Dom (James Patterson):Realmente essa série não está funcionando para mim. Logo sai a resenha e explico o que impede que eu goste.



Os mangás, como sempre, são as leituras que realmente ficam em dias.


Saint Seiya The lost canvas #23, #24 e #25: Terminei! Gente, foi melhor do que eu imaginei! Surtei com as referências ao Seiya, Saori e companhia. Logo farei resenha.
Kekkaishi #3 e #4: Me apaixonando por esse mangá e pelos vários elementos e ganchos inseridos pela Yellow Tanabe.


Genshiken #3 e #4: Porque a Saki é demais. A única não otaku do grupo arrasa.


Rurouni Kenshin #13: Quando eu acho que esse mangá não pode ficar melhor, ele se supera. Começou a guerra contra Shinshio.

Nura #13: Rikuo agora está no meio de uma batalha perigosa. E a arte do mangaká fica cada vez mais elaborada.

Level E #3: Outro que terminei. Me agradou bastante, mas confesso que esperava gostar mais.Lógico que farei resenha e vou explicar melhor minha opinião.

Mês que vem tem mais!

Beijos!

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

"Hanging out" com o #BlogueirosPE S01E12


Oi pessoal!
Domingo rolou mais um "hanging out" e a conversa foi um pouquinho longa, mas bem divertida. Que tal conferir nossos comentários?


quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

SORTEIO: Na companhia das estrelas





Olá, pessoal!


Está no ar mais um sorteio e o livro da vez é "Na companhia das estrelas" (inclusive marcadores e cartela de adesivos) resenhado aqui no blog pela Fabiana. Para participar é só seguir as regras abaixo:

- Comentar na resenha (comentário com conteúdo, não só: "vou ler", "adorei a resenha", etc);
- Morar em território nacional;
- Curtir a página do blog no facebook;
- Comentar nesta postagem confirmando a participação;
- Para chances extras, seguir o formulário.








O sorteio começar hoje e vai até o dia 29/12/2013.

Boa sorte!

"Hanging out" com o #BlogueirosPE S01E11


Olá!

Mais um "hanging out" com o #BlogueirosPE foi ao ar domingo passado e, apesar dos poucos livros e mangás, a conversa sobre filmes rendeu bastante, afinal tivemos muita participação de vocês.



Esperamos por vocês no próximo domingo.