quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

RESENHA: Prodigy (Legend #2)

Monique Melo

Os opostos perto do caos. Depois que um cataclismo atingiu o planeta Terra, extinguindo continentes inteiros, os Estados Unidos se dividiram em duas nações em guerra: a República da América, a oeste, e as Colônias, formadas pelo que restou da costa leste da América do Norte. June e Day, a menina prodígio e o criminoso mais procurado da República, já estiveram em lados opostos uma vez. Agora eles têm a oportunidade de lutar lado a lado contra o controle e a tirania da República e, assim, alterar para sempre o rumo da guerra entre as duas nações. Resta saber se estão preparados para pagar o preço que as transformações exigirão deles.

Quando comecei Legend, eu realmente não sabia o que esperar. Achava o livro curtinho e fiquei com medo que ele tivesse um desenvolvimento ruim. Para minha sorte, isso não aconteceu. Com relação a Prodigy, meu receio se dava pelo fato de quase sempre achar que o segundo livro de uma série ou trilogia não corresponde a minha expectativa. Ainda bem que novamente eu não precisava me preocupar.

A autora diferencia a forma de ver as coisas não só mudando o personagem que faz a narrativa, mas a forma que ele observa os acontecimentos, o que achei ótimo, afinal ambos tem uma experiência de vida diferente, uma criação que diverge do outro. Nada mais natural que as atitudes e a forma de ver o mundo seja ainda mais particular. Quando Day é o narrador, ficamos mais a par de como a República é enxergada pelo povo e o tom é mais emocional. June já possui uma visão mais técnica e específica do que vê. Sempre analisa o local em que está e faz suposições de como tem que se comportar para ter o resultado que deseja.

Os personagens secundários tem sua própria força. Kaede me deixou surpresa e acabei gostando muito dela. Tess sempre teve minha simpatia, mas nesse livro eu me irritei um pouco com ela. O irmãozinho do Day aparece pouco, mas adorei os poucos momentos que isso aconteceu. E estou curiosa sobre o papel do novo Primeiro Eleitor no terceiro livro, já que gostei bastante dele nesse, embora ainda tenha um pé atrás sobre suas escolhas.

Mesmo tratando com cuidado e desenvolvendo os sentimentos de Day e June, o foco realmente é a revolução. Os dois são os trunfos, tanto dos Patriotas quanto da República, para conseguir apoio da população. Esse fato em específico, desencadeia uma série de acontecimentos e jogadas de poder que tornam o rumo da história imprevisível e eu adorei me surpreender enquanto lia e bolava teorias.

Em Prodigy nada é muito o que parece e vamos percebendo que as reviravoltas nunca param quando se trata de um livro da Marie Lu. Ela guarda uma especialmente para o final o que me deixou maluca pelo próximo e último livro. E que venha Champion!


Sobre o livro:
ISBN: 9788579272905
Série: Legend
Volume:02
Autora: Marie Lu
Editora: Prumo
Ano: 2013
Páginas: 304
Booktrailer:

4 comentários:

  1. Quero ler!!!
    O problema é a lista imensa que eu tenho.

    ResponderExcluir
  2. Este é o problema que nunca deixará de existir! kkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  3. Monique!
    Há muito quero ter o prazer de ler esse livro.
    A cada nova resenha que leio, como esta sua, que mostra o quanto o livro vale a pena, fico com mais vontade...
    E a lista (pilha) de livros que tem aqui para ler, o que faço.

    Vim agradecer a visita feita ao
    blog e desejar um FELIZ ANO NOVO, repleto de realizações, amor, luz e paz!!

    cheirinhos

    Rudy

    Blog
    Alegria de Viver e Amar o que é Bom!


    "Sugestões de presentes...: Para seu
    inimigo, perdão. Para um oponente, tolerância. Para um amigo, seu coração. Para
    um cliente, serviço. Para tudo, caridade. Para toda criança, um exemplo bom.
    Para você, respeito."(Oren Arnold)

    ResponderExcluir
  4. Rudy, feliz ano novo e tudo de bom! Obrigada por sempre nos visitar!
    E leia a série, pois é bem legal!

    ResponderExcluir