sexta-feira, 15 de junho de 2018

RESENHA: Vejo Você No Espaço

Alex tem onze anos e adora o espaço sideral, foguetes, sua família e seu cachorro, Carl Sagan - uma homenagem a seu maior herói, o astrônomo autor de Cosmos e Pálido ponto azul. A missão de vida de Alex é enviar seu iPod dourado para o espaço, do mesmo jeito que Sagan (o cientista, não o cachorro) enviou os Discos de Ouro nas sondas Voyager, em 1977, com sons e imagens da Terra, a fim de mostrar aos extraterrestres como é a vida no nosso planeta. Por isso, Alex constrói um foguete. E por isso ele viaja do Colorado ao Novo México, de Las Vegas a Los Angeles, gravando tudo o que acontece pelo caminho. Ele encontra pessoas incríveis, gentis e interessantes, desencava segredos e descobre que, mesmo para um menino com uma mãe complicada e um irmão ausente, família pode significar algo bem maior do que se imagina.
Um livro tocante e delicioso sobre aprendermos a discernir realidade e aparências, Vejo Você No Espaço é uma lição de que família também se constrói e de que, com honestidade, força e amor, nos tornamos tão grandes quanto o próprio universo.

segunda-feira, 11 de junho de 2018

RESENHA: Inesperadamente você

Alice Bastos é uma residente de pediatria que está passando por uma situação complicada após o derrame do pai. Para pagar os custos do tratamento, ela decide vender a casa e morar em um local mais simples e próximo ao hospital em que ele está internado. 
Quando surge uma oportunidade de comprar um ótimo apartamento com o preço em conta, Alice não pensa duas vezes antes de fechar o negócio. O que ela não esperava era ser vítima de um golpe que a obrigaria a dividir a moradia com Theo Leone, um profissional de TI arrogante, mal-humorado e bonito demais. 
Porém, apesar dos desentendimentos, ambos descobrem que morar sob o mesmo teto pode ser a melhor coisa de suas vidas.

Sempre falo aqui no blog sobre minha necessidade de ter leituras com histórias mais leves depois de encarar livros com assuntos mais dolorosos. Comecei "Inesperadamente você" num momento destes e que ótima escolha eu fiz.

Não vou dizer que a história é inovadora. Como telespectadora de dramas asiáticos, o clichê de um homem e uma mulher dividindo o mesmo apartamento/ casa é um dos meus preferidos, e dificilmente é uma novidade, porém creio que nos dá ótimas oportunidades para presenciar a química entre os protagonistas. E  o cuidado da autora em tornar o mais crível possível essa possibilidade é notável.

domingo, 3 de junho de 2018

SORTEIO: Vejo você no espaço + resultado Maio


Oi, pessoal!

Sorteio de Junho no ar! E está atrasado, eu sei! O livro será "Vejo você no espaço" do Jack Cheng, e  logo terá resenha aqui no blog. Para participar é só seguir as regras e o formulário abaixo:

RESENHA: A longa viagem a um pequeno planeta hostil

Você nem imagina os mistérios que existem do outro lado do Universo. Se tiver coragem de desbravá-los, é melhor se preparar. Essa não será uma jornada rápida e os perigos podem surgir a cada momento, de onde menos se espera.
A boa notícia é que você não estará sozinho. Milhares de leitores em todo o mundo já embarcaram nas páginas dessa que é A Longa Viagem a um Pequeno Planeta Hostil. O livro de Becky Chambers é um marco recente no universo da ficção científica. Lançado originalmente através de financiamento coletivo pela plataforma Kickstarter, ele conquistou a crítica especializada e os ainda mais exigentes fãs do gênero, sendo indicado para prêmios respeitados, como o Prêmio Arthur C. Clarke e o Prêmio Hugo. Um dos motivos do sucesso de A Longa Viagem a um Pequeno Planeta Hostil é a abordagem da história. Elementos essenciais em qualquer narrativa de ficção científica estão muito bem representados, como a precisão científica e suas possíveis implicações políticas. O gatilho principal é a construção de um túnel espacial que permitirá ao pequeno planeta do título participar de uma aliança galáctica. Mas o que realmente torna único esse romance "On the Road" muito divertido e futurístico são seus personagens.

terça-feira, 29 de maio de 2018

Lemos na Fábrica: Abril 2018

Muito feliz que Abril rendeu bastante! Estava com saudade de leituras mais curtas e acho que isso ajudou a acelerar meu ritmo de leitura. Enfim tive um mês que li a quantidade de mangás que estou acostumada, mas ainda acho que esse ano não bato minha meta. Vamos conferir minhas leituras em Abril?


Ainda sou eu (Como eu era antes de você - Livro 03), Jojo Moyes: A Lou voltou! Gostei tanto de sua trajetória, seu crescimento e amadurecimento! Ela sempre foi gentil e preocupada com os outros e finalmente se escolheu. Resenha aqui

sexta-feira, 25 de maio de 2018

HQ: Deuses Americanos - Sombras #01

O grande clássico de Neil Gaiman agora em quadrinhos.

Mistura de road trip, fantasia e mistério, o romance Deuses Americanos alçou Neil Gaiman à fama mundial e ao posto de um dos maiores escritores de sua geração. Agora, os fãs de quadrinhos e da obra-prima do autor têm mais um motivo para celebrar: chega às livrarias o primeiro volume das graphic novels inspiradas em Deuses americanos. Ao todo, serão três volumes.
Em Sombras, as cores e os traços vibrantes de P. Craig Russell e Scott Hampton nos apresentam Shadow Moon, um ex-presidiário de trinta e poucos anos que acabou de sair da prisão e descobre que sua mulher morreu em um acidente de carro. Sem lar, sem emprego e sem rumo, ele aceita trabalhar para o enigmático Wednesday e embarca em uma viagem tumultuada e reveladora por cidades inusitadas dos Estados Unidos. É nesses encontros e desencontros que o protagonista se depara com os deuses - os antigos (que chegaram ao Novo Mundo junto dos imigrantes) e os modernos (o dinheiro, a televisão, a tecnologia, as drogas) -, que estão se preparando para uma guerra que ninguém viu, mas que já começou. O motivo? O poder de não ser esquecido.

quinta-feira, 17 de maio de 2018

RESENHA: Pule, Kim Joo So

O que você faria se precisasse escapar da sua própria vida? Um história inspirada em dramas coreanos
Marina vive em Curitiba, atormentada pelas agressões do ex-namorado. So vive em Seul, preso a uma culpa da qual não consegue se livrar. Em mundos tão distantes, mas carregando dores parecidas, a história dos dois vai se cruzar e fazer com que eles finalmente tomem o controle da própria vida, encontrando o ponto de virada que sempre buscaram. Pule, Kim Joo So é uma história ágil e original, que vai surpreender e divertir da primeira à última linha.

Sou fã demais de séries coreanas. Na verdade, só assisto séries asiáticas tem alguns anos (minha única exceção é Arquivo X), até faço lista das que mais gostei no Sopa Primordial, e quando um livro tem a premissa tão intimamente ligada a um assunto que gosto tanto, eu tinha que conferir. E o começo foi bem promissor.

sexta-feira, 11 de maio de 2018

RESENHA: A melhor coisa que nunca aconteceu na minha vida

Todo mundo faz planos para o futuro. Mas será que a vida sempre leva aos caminhos desejados?
Viajar pelo mundo, ter o emprego dos sonhos, um grande amor do passado. Cada um imagina que sua vida acontecerá de uma maneira diferente. Perto de completar trinta anos, Holly e Alex, que não se veem há onze anos, voltam a se encontrar por acaso.
Como o reencontro vai afetar a vida desses velhos amigos de infância?
Na adolescência a amizade escondia uma grande paixão não revelada. E que, mesmo com o passar dos anos, continuou na memória como lembrança ou arrependimento do que poderia ter sido. O que aconteceria se o destino reservasse a possibilidade de viver uma segunda chance, tanto na vida quanto no amor?
A melhor coisa que nunca aconteceu na minha vida tem esse gostinho de primeiro amor. Com um enredo leve, romântico e engraçado, este casal de protagonistas te conquistará logo nas primeiras páginas.

terça-feira, 1 de maio de 2018

SORTEIO: Ainda sou eu + resultado de Abril


Oi, pessoal!

O sorteio de Maio vai ser do livro "Ainda sou eu", continuação de "Como eu era antes de você" e "Depois de você", da Jojo Moyes. Para participar é só seguir as regras e o formulário abaixo:

RESENHA: O Conde de Monte Cristo

Traições, denúncias anônimas, tesouros fabulosos, envenenamentos, vinganças e muito suspense. A trama de O Conde de Monte Cristo traz uma emoção diferente a cada página e talvez isso explique porque a obra do escritor francês Alexandre Dumas se transformou em um clássico da literatura mundial, mexendo com a imaginação dos leitores há mais de 150 anos.
No romance, o marinheiro Edmond Dantés é preso injustamente, vítima de um complô. Anos depois, consegue escapar da prisão, enriquece e planeja uma vingança mirabolante. A galeria de personagens criada por Dumas faz um retrato fiel da França do século XIX, um mundo em transformação, em que passou a ser possível a mudança de posições sociais. As aventuras de Dantés ainda ganharam diversas versões cinematográficas que colaboraram para o sucesso da trama.

Nunca imaginei que ia gostar tanto da leitura! Quando foi escolhido para o clube do livro, só conseguia pensar que eram mais de 1600 páginas para ler e fiquei bem assustada. O que eu não sabia, e se tornaria minha maior surpresa, é que a escrita do Dumas envolve o leitor desde a primeira página.