quinta-feira, 29 de março de 2012

RESENHA: Presentes da Vida - Emily Giffin

 Fabiana Araújo

Darcy Rhone tinha uma vida perfeita para seus padrões: era bonita, tinha um emprego glamouroso como relações publicas, um círculo de amizades seleto, um noivo maravilhoso, um apartamento com sacada para o Central Park e um bonito anel de diamantes na mão esquerda. E como se não bastasse ainda tinha um amante, Marcus. Pois é, tudo parecia perfeito pra ela não mesmo? Só que Darcy não contava com o fato de Rachel, sua melhor amiga e madrinha sem graça, roubasse seu noivo. ‘Presentes da Vida’ é a versão da Darcy sobre os acontecimentos do livro ‘O noivo da minha melhor amiga’ que ganhou adaptação
cinematográfica em 2011.
Trailer aqui: http://www.youtube.com/watch?v=fVrV_wDl8nc

O livro é narrado em primeira pessoa por Darcy e a protagonista me irritou tanto nas 200 primeiras paginas que a leitura foi bem arrastada. Não conseguia entender suas atitudes e muito menos seu comportamento. O fato dela não superar os acontecimentos me irritou bastante. Peloamordedeus ela não gostava do Dexter, não o respeitava e o traía há um bom tempo.

Tudo bem que pegá-lo de cuecas (que era um presente dela só pra constar #hilario) escondido no guarda-roupa da casa da sua melhor amiga tenha sido um ‘soco arrebatador’. Sinceramente? Não consigo nem imaginar o.O Mas reclamação e a lamentação tornou minha leitura bem sofrida e durante esses primeiros capítulos foi um ‘mimimi’ sem fim.

O livro fica mesmo atraente quando Darcy vai passar umas ‘férias’ em Londres e se hospeda na casa de Ethan (esse lindo), um amigo de infância. É nessa cidade mágica que tudo acontece e onde Darcy começa a amadurecer. Ethan tem uma participação milagrosa nessa transformação e a leitura se torna muito prazerosa.

Embora Darcy seja uma personagem irritante a principio ela possui algumas tiradas muito sarcásticas e o leitor se pega rindo das confusões em que ela se mete e o modo como ela nos apresenta os fatos é muito cômico. O amadurecimento de Darcy me arrancou muitas lagrimas, alias a partir da terça parte do livro chorei um monte de vezes. A mudança da personagem foi muito bem escrita e Emily Giffin nos presenteia com algo realmente belo.

‘Presentes da Vida’ é um livro que nos faz acreditar que as pessoas podem mudar e se tornar melhores basta um pouco de amor e boa vontade. Super recomendo.

E como diria a própria Darcy: “Amor e amizade. São eles que nos fazem ser quem somos e podem nos mudar, se deixarmos.”

Sobre o livro:

Titulo: Presentes da Vida
Autor: Emily Giffin
Editora: Novo Conceito
Número de paginas: 383

Harlequin: 1º Capítulo da nova série Paixão Sagas!

Clique na imagem para ler o Primeiro Capítulo do livro Paixão.




sexta-feira, 23 de março de 2012

RESENHA: Jogos Vorazes - O Filme

Uau, Jogos Vorazes!

O filme foi, com certeza, muito impactante! Daqueles que você assiste sem conseguir tirar os olhos da tela.

Tudo começa com a escolha do elenco, que eu, pelo menos, achei excelente (e não falo isso só porque dois dos meus atores favoritos estão nele - as escolhas são ótimas mesmo). Atuações realmente boas, principalmente os mais novos (Willow Shields, que interpreta a Prim, e Amandla Stenberg, que interpreta a Rue, dão um show!). Aí continua com o figurino espetacular (os figurinistas certamente sofreram para criar roupas para os tributos, para as pessoas dos distriotos e para as pessoas da Capital) e um jogo de cores interessante - como a ausência de cor nos distritos 11 e 12 para evocar a idéia da sobrevida triste que eles levam, e o excesso de cores combinado com formatos nada convencionas que evocam uma atmosfera surreal para a vida na Capital.

Não bastando isso, o roteiro segue o enredo do livro com bastante fidelidade, e quem já leu sabe como o livro é bom. Há poucas pausas na tensão, mantendo o telespectador sempre interessado e ansioso pelo que está por vir. Não há tempo e nem espaço para que o filme se torne monótono e tedioso.

Entretanto, acho que seguraram a mão nos efeitos especiais. As chamas muitas vezes pareciam incrivelmente artificiais, assim como as teleguiadas. E duas alterações no enredo me incomodaram (cuidado, spoilers):
*Katniss acha o seu broche do tordo no Prego, e o ganha meio que só porque não tem muito valor (em troca de uma ave bem pequena que já tinha rendido uma troca por uma coisa que eu nem vi o que era);
*Peeta até fere a perna na Arena durante os jogos, mas o remédio que Haymitch consegue para Katniss o cura da noite para o dia e sua perna não precisa ser amputada.

Mesmo que isso ainda me incomode um pouco - ou melhor, um tantinho - acho que não estraga a genialidade da história. A adaptação foi bem feita, e confio que isso não vá atrapalhar o roteiro.

No total, acho que uma nota 9 em 10 está ótima para avaliar o filme. Com certeza valeu a espera (Que no meu caso, pelo menos, foi longa) e eu já estou doido para ver Em Chamas levado às telas.

Enquanto isso, é só ver de novo, de novo e mais uma vez. Filme bom é isso aí - satisfaz a ansiedade e a faz crescer ao mesmo tempo. Com certeza, o melhor filme que eu vi esse ano até agora.

Sobre o filme:
Título no Brasil: Jogos Vorazes
Título Original: Hunger Games
País de Origem: EUA
Tempo de Duração: 142 minutos
Ano de Lançamento: 2012

domingo, 18 de março de 2012

RESENHA: Uma Vida Interrompida

Nina Duoli

“Meu sobrenome era Salmon, salmão, igual ao peixe; meu primeiro nome era Susie. Eu tinha 14 anos quanfo fui assassinada no dia 6 de dezembro de 1973. Meu assassino foi um homem da nossa vizinhança.”


Quem aí já assistiu “Um olhar do Paraíso”? Eu assisti no cinema quando estreou e achei que nunca na vida ia assistir nada tão lindo e tão triste ao mesmo tempo. O filme é emocionante ao extremo e misturando com cenas surreais do paraíso de uma menina de 14 anos que tinha sonhos suficientes para uma longa vida acaba que a gente se sente meio que no fim do mundo. Ok, talvez não tenha sido tããooo forte para muita gente, mas se você para pra pensar vai acabar sem palavras. Esse ano, passeando pelas livrarias aqui em Dublin eu achei o livro e resolvi entrar um pouquinho mais na história.

Um Olhar do Paraíso é o filme baseado no livro “Uma Vida Interrompida: memórias de um anjo assassinado” que conta a história de Susie Salmon, que foi estuprada e assassinada aos 14 anos pelo seu vizinho. Na verdade, quem conta a história é Susie que acompanha a todos do Paraíso. Ela assiste todo o sofrimento de sua família e amigos após a sua morte, a dificuldade da polícia em encontrar seu assassino e qualquer prova que leve a ele, a dor e sofrimento do seu pai, que tenta a todo custo descobrir e depois provar para a polícia quem é o assassino e a difícil aceitação de sua morte por sua mãe.

Ao mesmo tempo, Susie também pode ver tudo que acontece com seus amigos. A vida que segue na terra mesmo sem ela estar presente, todas as conquistas que ela gostaria de estar participando, seus amigos fazendo novas descobertas, novos amigos e Ray, seu primeiro amor, o garoto que ela iria se encontrar e dar seu primeiro beijo exatamente no dia de sua morte. Estando no paraíso, Susie também tem acesso a vida de seu assassino e todas as meninas (uma única mulher adulta) que foram assassinadas por ele. 

Todos os personagens da história são muito importantes e muito bem caracterizados, um por um. O desespero de seu pai, o jeito estranho de sua mãe em lidar com a tragédia, sua irmã que se sente perdida, o irmão mais novo que cresce com Susie mesmo ela não estando por perto, sua avó que vê a necessidade de mudar e fazer parte da família e o detetive Len que tem dois papéis importantes e contraditórios na história. Fora os outros personagens como Ray, sua mãe, Ruth, o namorado e o cunhado da sua irmã... a história não poderia ser a mesma sem cada um deles.

A história que é contada no livro é um pouco diferente do filme. A relação de Susie com Ruth é bem mais forte e importante no livro que no filme, assim como o relacionamento com sua irmã e seus pais. A visão de Susie também é um pouco diferente. No filme ela é mais ressentida com tudo que aconteceu e está sempre buscando e tentando mostrar para seu pai o seu assassino de uma forma mais agressiva. A Susie do livro é mais doce, cheia de sonhos, tenta confortar sua família, interage com seu paraíso e com tudo que acontece nele. O paraíso para ela, no livro, não é como um assunto inacabado, apesar de que ela sabe que não vai ficar ali para sempre. 

Recomendo ambos, filme e livro. O livro você consegue ter mais a sua visão e talvez chegue mais próximo da visão de Susie de tudo que acontece com ela e com as pessoas a quem ela é ligada. O filme te inunda com imagens belíssimas e uma trilha sonora deliciosa que te levam para o paraíso daquela Susie, um pouco mais vingativa... mas os dois são lindos de maneiras diferentes.

Uma curiosidade sobre o livro:  “A escolha do tema tem a ver com a vida da própria autora. Alice Sebold, aos 19 anos, quando estava no primeiro ano de faculdade e ainda sonhava ser poeta, foi estuprada em um beco do campus da universidade. Ao chegar à delegacia, machucada, assustada e não mais virgem, ouviu de um dos investigadores que várias mulheres haviam sido estupradas e mortas no mesmo beco antes dela. Alice Sebold queria criar um romance de ficção quando pensou na história que viria a se transformar em Uma Vida Interrompida.”- Site da Ediouro. 


 Sobre o Livro:
Título: Uma Vida Interrompida (Lovely Bones).
Autora: Alice Seabold
Editora: Ediouro
Páginas: 353
Site do filme: Lovely Bones
Trailler do filme

quarta-feira, 14 de março de 2012

RESENHA: Asas (Fadas #1)

Monique Melo

Laurel tem estranhos hábitos alimentares e sempre consegue se adaptar a temperatura da mais alta a mais baixa. Isso no geral não lhe causa nenhum problema, mas quando ela detecta um caroço crescendo em suas costas, começa a descobrir muito da sua origem com a ajuda de David, seu amigo de escola. Além estranho caroço, alguns acontecimentos mudam a rotina de Laurel e a levam a descobertas sobre um mundo que ela não imaginava existir. Um mundo cheio de novidades e perigos que Laurel vai ter que enfrentar.

“- Então, use o que quiser. Se suas roupas são o bastante para afastar possíveis amigos, então é porque não são o tipo de amigos que você quer ter.” – Página 13

Creio que nunca li nenhum livro onde as fadas fossem protagonistas, então fiquei com uma certa expectativa sobre o enredo. No geral, ele não me decepcionou. A forma que a Laurel descobre sua origem foi bem criativa e me deixou curiosa para saber o que ia acontecer quando ela finalmente entendesse porque era tão diferente. A ligação entre sua origem e a natureza foi bem explicada e era fácil imaginar as situações que a autora descrevia.

No entanto, achei que o livro se desenvolve muito rápido. Muitos acontecimentos mereciam um pouco mais de explicação ou até mesmo uma maior interação dos personagens. Alguns momentos eram bem previsíveis o que comprometeu um pouco o enredo.

“Aquela sensação aguda de desejar uma pessoa sem ao menos conhecê-la – nunca se sentira daquela maneira. Com ninguém. Era excitante e arrebatador, mas também assustava um pouco.” – Página 92.

Outro ponto que me incomodou foi o fato da autora criar um triângulo amoroso meio forçado já que a Laurel não conhece nenhum dos dois rapazes o suficiente para despertar um amor tão forte e ficar divida entre eles. O aparecimento de Tamani e o passado em comum com Laurel são bem inseridos, mas não me fez acreditar num relacionamento entre eles.

Mesmo não gostando dos pontos que citei acima, achei que o livro é uma boa indicação principalmente para quem é mais jovem ou para quem se apega menos aos detalhes, afinal a narrativa é leve e flui bem. Com certeza vou ler a continuação, esperando que a Aprilynne Pike tenha desenvolvido melhor sua estória.

Sobre o livro:

Asas

Série: Fadas

Volume: 01

Autora: Aprilynne Pike

Ano: 2011

Editora: Bertrand Brasil

Páginas: 294

Evento: Hunger Games - Encontro de Fãs / Minas Gerais


Atenção, Cidadãos do Distrito dos Grãos (e Derivados do Leite, incluindo pão de queijo)
Anúncio Urgente da Capital!

A primeira parte do maior evento de toda a Panem-Br vai acontecer neste sábado, dia 17 de março de 2012 e a presença de todos os cidadãos é mandatória!

Não entendeu nada? Então você deveria ser interrogado pelos Peacekeepers, porque não conhecer a trilogia The Hunger Games de Suzanne Collins é basicamente um crime literário!

Promovido pela Rocco em todo o Brasil em razão do lançamento do BOX especial da trilogia "Jogos Vorazes", o evento simultâneo acontece uma semana antes do lançamento mundial da versão cinematográfica blockbuster da série.

Em BH, a mentora do evento é a mais nova integrante da família "A Fábrica - Diversão e Arte", Luma Coimbra, que como ritual de batismo, já preside um evento incendiário desse porte! (não sem a ajuda de nosso outro mentor, velho conhecido de todos nós, Gil Potter)

Com a presença maciça de tributos - er, quédizê, fãs u_u - de todas as Terras Gerais, o evento de Belo Horizonte vai ter mais algumas atrações extras.

Além de sorteios de brindes, atividades, bate-papos e sorteio de ingressos para o filme (!), vai ter sorteio de um CD da Trilha Sonora e (TCHARAN) ingressos para a pré-estréia de BH promovida pela linda da Espaço Z para o jornal Estado de Minas!

Ah, e um pequeno detalhe que rendeu muitíssmas linhas no Twitter da Luma nessa madrugada (@lumacoimbra): ao tributo vencedor do Distrito dos Grãos (e Derivados do Leite, incluindo pão de queijo) será concedido um PIN de Mockingjay!

Então, não perca tempo! Se ajeite nas suas melhores roupas e corra para a praça do Distrito para a Colheita!

May the odds be EVER in your favor!

Local: Leitura BH Shopping
Data: 17 de Março
Horário: a partir das 14 horas
Promoção: Rocco Editora
Realização: A Fábrica - Diversão e Arte
Apoio: Espaço Z

Leia a resenha da nossa linda Monique Melo para a trilogia!
Jogos Vorazes
Em Chamas
A Esperança

quinta-feira, 8 de março de 2012

RESENHA: Para Sempre

Fabiana Araújo

“Kim e Krickitt se conheceram através de uma ligação telefônica. Ele queria comprar jaquetas de técnico de beisebol e Krickitt era a vendedora. Logo na primeira ligação ele se vê atraído pela atenciosa e simpática vendedora dona de um nome tão atípico. (‘Cricket’ em inglês significa grilo e a palavra é pronunciada da mesma forma que o nome da personagem). 
 Após muitos telefonemas, troca de cartas e alguns encontros eles se casaram. Os primeiros dois mês foram maravilhosos.Mesmo com tantas mudanças eles estão felizes e indo passar o primeiro de  Dia de Ação de Graças juntos com os pais de Krickitt. E é aí que tudo muda. Krickitt sofre um traumatismo craniano e perde toda a sua memória recente. Ela não se lembra de Kim. Ela não se lembra de seu casamento. Não se lembra do seu amor por ele. Ela não se lembra dele.”

Nhaiiiii eu preciso dizer, antes de mais nada, que estava louca pra ler esse livro. Adaptações cinematográficas me deixam muito ansiosa. E quando fiquei sabendo que o protagonista seria interpretado por nada mais, nada menos que Channing Tatum a ansiedade virou TOTAL desespero. :P
Fato que escrever essa resenha levou mais tempo que devorar o livro. A estória é muito envolvente e saber que é uma estória real deixa o livro ainda mais encantador. Desculpem a sinopse breve que disponibilizei  mas não podia correr o risco de estragar as surpresas. Esse livro merece ser lido, partilhado e degustado por todos. Super recomendo.
O livro é narrado em primeira pessoa por Kim e carregado de muita emoção. Os fatos são relembrados a cada capitulo e o leitor se vê ansioso pelos desfechos. Isso quando não nos pegamos chorando, ou rindo, ou suspirando pelos cantos. Kim é um personagem tão cativante e tão humano que ... Nossa me faltam palavras para descrevê-lo. E acredite, ele aponta muitos dos seus próprios erros durante a narrativa. E esse é apenas mais um dos aspectos que vão te fazer admirar sua personalidade.
O livro destaca o quanto um compromisso pode mudar vidas, conquistar dádivas e encontrar o amor, mesmo que seu amor não se lembre de você. Kim tem sempre em mente o que prometeu a Krickitt em seu casamento, e isso o impulsiona a lutar pelo seu grande amor.
“-Krisxan, passei a amá-la muito desde que a conheci. Agradeço a você por me amar dessa maneira tão bela e especial. Prometo amá-la e respeitá-la completamente. Prometo sustentá-la e protegê-la em tempos de necessidade e dificuldade. Prometo ser fiel, honesto e aberto; devotar-me a cada uma das suas necessidades e desejos. Acima de tudo, prometo ser o homem por quem você se apaixonou. Eu amo você.”
‘Para Sempre’ é um livro encantador que te faz pensar em fé, no amor e na importância da família e amigos. Recomendo.

Sobre a adaptação cinematográfica:  o filme estréia no Brasil no dia 23 de março. Já tive a oportunidade de conferir e infelizmente esperava mais. O único comum com a estória do livro é o fato de ‘Paige’ (é, não mantiveram os nomes dos personagens) sofrer um acidente de carro e perder a memória. Minha frustração maior é com no final de filme. Fiquei com a impressão que o dinheiro acabou e tiveram de cortar o roteiro ao meio. Pra mim não foi satisfatório, infelizmente. Porem, recomendo, os atores estão ótimos e o Channing, ai o Channing... (suspiros)

E serio: Não consigo parar de berrar ‘Enchanted’ desde que vi esse trailer. ADORO!




Sobre o livro:
Titulo: Para Sempre (The Vow)
Autores: Kim e Krickitt Carpenter
Editora: Novo Conceito
Número de paginas: 144

terça-feira, 6 de março de 2012

EVENTO: 19 anos depois...

O Menino Que Sobreviveu, sofreu, lutou e venceu espera por você, “19 anos depois...”, em BH!

Com a parceria da Fábrica de Diversão e Arte e da Seven – Computação Gráfica, o PotterClubBH trás a Belo Horizonte mais um evento temático para os fãs do bruxo mais famoso do mun
do.

Marque sua presença nesse evento mágico que contará com brincadeiras, concurso de cosplay, brindes, lojas, a Sala de Adivinhação da professora Trelawney, jogos de videogame e o super sorteio do livro mais completo sobre a saga cinematográfica "Harry Potter - Das Páginas para as Telas".

Então está esperando o que? Garanta seu ingresso e venha se divertir com Alvo, Lilian, Thiago, Hugo e Rosa! 

Data: 27 de maio de 2012 (domingo)
Horário: das 14h até às 18h
Local: Matriz Casa Cultural – Rua Guajajaras, 1353, Terminal Turístico JK, em Belo Horizonte.
 
 
 
 Valores:
1° lote: 12,00
2° lote: 15,00
3° lote: 17,00

Informações: (31) 9406-0168
 
OBSERVAÇÃO: É obrigatória a apresentação da Identidade na entrada. Menores de 14 anos apenas acompanhados dos pais.

domingo, 4 de março de 2012

EVENTO: Eu leio Nicholas Sparks



Olá pessoal!
A Fábrica Diversão e Arte, junto com mais quatro blogueiros PE (Marcos - Capa & Título, Danni - Garotas e Livros, Dany - Palavras Prolíferas e Carissa - Arte Around the World), está organizando o evento para os fãs de Nicholas Sparks em Recife \o/

Quem quiser participar seguem as informações:


Evento: "Eu leio Nicholas Sparks"

Data: 24/03, sábado
Horário: 13h30
Local: Livraria Potylivros (Rua do Riachuelo, Nº 202, Bairro: Boa Vista, Recife-Pernambuco).

Haverá sorteio de livros, brindes e debate da obra desse grande autor!

Qualquer dúvida pode deixar nos comentários! =)

RESULTADO: Promoção - Porque eu amei




Oi Pessoal!

Finalmente temos o resultado da promoção valendo PORQUE EU AMEI do Roque Neto. Sem mais delongas vamos ver quem leva o livro para casa (clique na imagem para vê-la ampliada):



Parabéns Ana Paula!! Estaremos entrando em contato em breve.

Muito obrigado a todos os que participaram, aos demais blogs participantes e ao Roque Neto pela confiança!

Abraços.

sexta-feira, 2 de março de 2012

RESENHA: Um homem de Sorte

Rosa Helena

O livro conta a história de Logan Thibault, um jovem que depois de passar anos obedecendo o comando do Corpo de Fuzileiros Navais e servir no Iraque, resolve ir ao encontro de sua própria liberdade.

De posse de uma fotografia de uma linda jovem encontrada nos escombros da guerra Logan parte em busca desse amor. Ele acredita que tem uma dívida a pagar àquele talismã que sempre o protegia de toda e qualquer situação inexplicável da vida e assim ele seguia em frente, derrubando barreiras e atravessando o país em companhia de seu amigo fiel, o cachorro Zeus. Mesmo sem saber que direção tomar e acreditando no destino que o levou a acreditar no poder desse talismã resolve caminhar sem rumo seguindo seu próprio ritmo e sem pressa.