domingo, 11 de dezembro de 2011

Resenha: Amanhecer - Parte 1

Nina Duoli

Coisa difícil é fazer uma resenha, texto ou o que quer que seja isso de uma coisa que a gente realmente gosta muito. Difícil achar defeitos quando vemos na tela tudo que estava só na imaginação.

Então, pra começar só queria dizer... meu nome é Nina, não tenho mais 15 anos e ADORO s saga Crepúsculo. Cafonagem, novela mexicana, clichê ou não eu sou fã. Foi uma coisa que mudou muito minha vida, me fez conhecer pessoas especiais e tomar boas decisões. Foi daí que nasceu a Fábrica e de onde saiu a maioria dos meus melhores amigos.

Outra coisa, se você não gosta, não tem nenhuma obrigação de ler a resenha e muito menos de assistir o filme. É perda de tempo assistir uma coisa que você tem preconceito e não gosta, só pra ficar criticando quem gosta. Eu não saio por aí falando mal de Star Wars ou Harry Potter só porque eu não gosto (Harry Potter ainda estou tentando, mas Star Wars eu não gosto MESMO). Hoje, finalmente eu vi Amanhecer... eu sei, um pouco tarde demais pra uma fã, mas são tempos difíceis ($$$) em terras gringas, se é que vocês me entendem.

Então, eu gostei mesmo do filme, de verdade. Apesar de ser um pouco parado no quesito ação o filme é cheio de emoção do início ao fim e faz jus ao livro. A adaptação ficou muito bem feita e os detalhes mais importantes do livro estão lá.

Pra fim o filme soou também como uma boa retrospectiva aos filmes anteriores e principalmente ao primeiro. Foi como um abrir, fechar e abrir denovo o ciclo do romance de Edward e Bela. A repetição de algumas musicas da trilha sonora, como Bella’s Lullaby e Flightless Bird trouxeram o clima primeiro amor e novidade (e até aquela coisa homemade) do primeiro filme, mas em um novo contexto de uma Bella e Edward que estavam prontos pra dar um novo passo na vida deles mesmo estando cheio de duvidas e de medo.

O Jacob, sempre me mata. Eu como uma boa Team Jacob detesto ver como ele se acaba e se humilha pela Bella, mas ao mesmo tempo acho bonito a cumplicidade que eles tem. Desde Eclipse as emoções do Jacob vem sendo trabalhadas de uma forma bem legal e bem fiel ao que é mostrado no livro e acho que o Taylor Lautner é muito bom em expressar todas elas. Jacob é um “personagem real”, apesar de ser um lobo.

As retrospectivas com cenas também ficaram bem legais, principalmente quando a Bella está se transformando. A cena é muito bonita e emocionante. É uma nova Bella largando tudo que foi importante pra trás (de certo modo) pra viver uma nova vida, ser uma nova Bella. 

Achei as cenas muito bonitas e bem filmadas apesar de bem simples. Não tem nada de especial, nem efeitos e movimentos sofisticados, mas a simplicidade das cenas faz com que o filme fique mais intimista e leve. Mesmo as cenas que a Bella parece um fantasma ou está se esvaindo em sangue não dão nojo, elas despertam um mix de ansiedade sobre o que vai acontecer (como se eu não soubesse...hahaha) ou dó ou sei lá...mas não nojo.

Casamento, sem comentários. Perfeito, maravilhoso, exagerado, Stephenie Meyer de convidada... tudo que uma mulher que sonha em se casar, queria ter (exceto talvez pela Stephenie de convidada). O tão falado vestido é realmente estonteante e se eu fosse a Kristen ia casar com o Robert usando ele! Hahaha

Não sei se pela primeira vez (porque não estou lembrando de outros filmes agora), mas realmente gostei de como o Rio/Brasil foi mostrado. Cenas aéreas muito bonitas e a escolha da Lapa pra filmagem foi bem bacana. Mostrou uma coisa mais real, sem estereótipos ou sacanagem. Só achei que o casal estava totalmente fora de contexto lá e não pareciam se sentido a vontade. Já na Ilha Esme (vulgo Angra dos Reis...) tudo mudou. Eles estavam à vontade e o cenário contribuiu e muito pra toda aquele clima mágico de lua de mel. Robert Pattinson falando em português é impagável. Fantástico eles terem o cuidado de ensina-lo as frases e não apenas ir pelo jeito mais fácil que seria uma dublagem ou coisa do tipo... e o sotaque dele ficou fofinho... nem tão carregado assim como da maioria dos gringos. 

Aí você chega assim e pensa... que exagero, ela gostou de tudo no filme... hahah... não! Eu não gostei da cena que os lobos falam... terrível! Eu sei que no livro é assim, e no livro essa conexão deles é bem legal, mas uma coisa é ler e você saber que só eles podem se ouvir e outra coisa é você ouvir. Preferia que eles estivessem em forma humana conversando. A Kristen acho que melhorou muito nesse filme. Conseguiu dar uns sorrisos não forçados, mas ainda assim algumas cenas que ela precisa ser mais espontânea simplesmente não sai a espontaneidade. Talvez nas próximas vezes que eu assistir posso achar mais umas coisas estranhas ou mal feitas, mas a primeira vista me agradou muito e estou ansiosa pelo segundo... ainda mais depois da cena do final (depois dos créditos).


Sobre o filme


Diretor: Bill Condon
Roteiro: Melissa Rosenberg, baseado no livro de Stephenie Meyer
Trilha Sonora: Carter Burwell
Duração: 135 min.
Ano: 2011
Distribuidora: Paris Filmes
Estúdio: Summit Entertainment

Trailler

2 comentários:

  1. Ah Nina, sua resenha ficou perfeita, adorei. Mas ate ate parte do Lobos conversando foi muito legal, eu pelos menos gostei de tudo e mais um pouco do filme, não teve parte ruim pra mim. Mas mesmo tambem senti saudades de vermos todos do Twilightbh vendo o filme juntos. Boa Sorte pra voce e a Sel ai, Saudades

    ResponderExcluir
  2. Filme perfeito!
    E resenha liiinda!!!!
    AMEI!
    Sei bem o quanto é dificil falar de algo que a gente goste. Sempre achamos que poderíamos ter feito mais!! =D
    Mas vc arrasou Nina!

    Beijos
    Danni
    Garotas e Livros

    ResponderExcluir