terça-feira, 12 de novembro de 2013

MANGÁ: As estrelas cantam (Hoshi wa Utau)

Monique Melo

Da mesma autora de Fruits Basket. Numa cidadezinha do campo, perto do oceano, uma garota vive com seu primo. A vida é dura para a garota, que costuma admirar o céu para relaxar. Mas, numa noite, ela conhece um garoto que muda seu destino."

As estrelas cantam foi um mangá que demorou para me fazer gostar dele. Lembro que quando li os dois primeiros volumes já estava me arrependendo de ter comprado até o volume sete, não estava acontecendo muita coisa e o mistério no comportamento da Sakuya, Kanade e Chihiro não empolgava. Mas quando cheguei ao terceiro, tudo mudou.

Em essência, é um mangá de drama. Poucas são as cenas engraçadas e quando isso acontece, geralmente tem o Kanade ou o Yuuri como centro. O passado dos personagens principais é a base para suas atuais ações e vamos percebendo, a cada volume lido, a carga dramática que cada um carrega e como isso reflete na personalidade deles. O que mais me chamava a atenção no mangá foram as relações interpessoais.

Capas do primeiro e segundo volumes: Sakuya e Chihiro

Sakuya Shiina é um tanto ingênua para quem passou por tanta coisa ruim. Chega a ser cômico como ela não percebe determinadas coisas e como reage distraída. É meio que clichê esse tipo de protagonista (mesmo com um passado tão triste) e eu me canso algumas vezes disso, mas funcionou para o enredo de "As estrelas cantam". Ela tem como hobby contemplar as estrelas e até funda um clube no colégio chamado de Hokan, do qual fazem parte seus dois melhores amigos: Yuuri e Hijiri.

O Chihiro Aoi me tirava do sério. Mesmo depois de ver o quanto ele sofreu, foi difícil tirar a imagem ruim que tinha dele. A seu favor, tenho que frisar que ele é um amigo fiel e sempre cumpre com o que promete. Mas demorou para se tornar um personagem que temos vontade de acompanhar.

Capas do terceiro e quarto volumes: Yuuri e Se-chan

Meu personagem preferido é o Yuuri Murakami. Sempre animado, espontâneo, hiperativo, pronto a ajudar a Sakuya. Ele também dá uns toques legais a Se-chan (que o maltrata sempre que pode), que tem algumas atitudes bem ruins, por mais que sejam em prol da Sakuya. A família dele é composta pelo irmão e a avó e esse relacionamento familiar é abordado com certa frequência e é o mais próximo do normal entre as histórias contadas no mangá.

Hijiri Honjo (Se-chan) é muito amiga da Sakuya e tenta protegê-la sempre, mas tem o dom de passar dos limites.  Rica e mimada, tem um relacionamento esquisito com o seu secretário, o Saki. É grosseira sempre que pode com ele, mas constantemente precisa de sua ajuda. Ela, assim como o Chihiro, demorou para conquistar minha simpatia.

Sobre a arte da mangaká, eu curti o traço e achei legal o cuidado que ela tinha em modificar o tamanho do cabelo deles para certificar a passagem de tempo, mas achei, no geral, que a caracterização dos personagens eram tão parecidas que eu os confundia com certa facilidade (não que eu seja a pessoa mais observadora do mundo). Quando o irmão do Yuuri e o Kanade apareciam juntos, eu só reconhecia quem era quem quando lia o diálogo. Afinal, o Kanade é sarcástico e mal humorado, o oposto do irmão do Yuuri.

Nas capas dos volumes 5,6,7 e 8: Kanade, Saki, o professor e Yuuto (irmão do Yuuri)

Eu gostei bastante do final, embora não tenha torcido pelo casal principal (eu preferia o outro pretendente da Sakuya, mas fazer o que se tenho predileção pelos romances que nunca vão rolar rsrs). Acho que foi bem dosado o drama, embora tivesse possibilidade de ser mais explorado, mas considerando a faixa etária a que se destinava, fez seu papel. Não pesquisei se a mangaká já tem outra série em andamento, mas aguardo ansiosa pela sua próxima história.

Volumes 9,10 e 11: Tio do Chihiro, Sakura e Sakuya


Sobre o mangá:
As estrelas cantam - Hoshi wa Utau
Mangaká: Natsuki Takaya
Volumes: 11 (finalizado no Japão e Brasil)
Editora brasileira: Panini
Formato: 13,7 x 20 cm
Páginas: aproximadamente 192 por volume


5 comentários:

  1. Me sinto um ET total, pq nunca li nenhum manga rsrs
    Não entendo absolutamente nada sobre o assunto, mas achei fofas as imagens :D

    Bjs, Kel - www.itcultura.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, Kel!
    As imagens são fofas, sim; Aliás, o mangá todo é!
    beijos!

    ResponderExcluir
  3. Higurashi Kagome-san12 de setembro de 2014 00:05

    ola monique, sei que este post é antigo. Mas procuro por esse mangá a muito tempo, tu estaria disposta a me vende-los? eu ficaria muito feliz. aguardo resposta. bjs

    ResponderExcluir
  4. Olá! Não, eu realmente não gostaria de vendê-los =/ Tem um grupo no face de venda de mangás, tenta anunciar lá, quem sabe você consegue?
    https://www.facebook.com/groups/mangatrocavenda/?fref=ts

    Boa sorte!

    ResponderExcluir
  5. Higurashi Kagome-san12 de setembro de 2014 11:54

    ok =/
    obrigado pela atençao. bjs ^^

    ResponderExcluir