terça-feira, 14 de janeiro de 2014

RESENHA: Quando eu era Joe (Joe #1)

Monique Melo
Imagine o que é perder, em uma única noite, sua casa, seus amigos, Como é possível viver mentindo sobre todas as coisas? Sua escola e até mesmo o seu nome. Aos 14 anos, Ty presencia um crime bárbaro num parque de Londres. A partir desse momento, tudo muda para ele: a polícia o inclui no programa de proteção à testemunha, e Ty é obrigado a assumir uma vida diferente, em outra cidade. O menino ingênuo, tímido, que costumava ser a sombra do amigo Arron, matricula-se na nova escola como Joe... E Joe não poderia ser mais diferente de Ty: faz sucesso com as meninas, torna-se um corredor famoso... Joe é tão popular que acaba incomodando os encrenqueiros da escola. Ser Joe é bem melhor do que ser Ty. Mas, logo agora, quando ele finalmente parece ter se encaixado no mundo, os atentados e ameaças de morte contra sua família o obrigam a viver no anonimato, em fuga constante e sob a pressão de prestar depoimentos sobre uma noite que ele gostaria de esquecer. Um livro – de tirar o fôlego! – sobre coragem e sobre o peso das consequências do que fazemos.

Eu gostei da sinopse logo de cara e fiquei bem interessada em ler. Quando li o primeiro capítulo já percebi que a leitura seria rápida: primeiro porque a narrativa escolhida pela autora é bem ágil e fácil de acompanhar, segundo porque os pensamentos de Ty são bastante dinâmicos e tem certa poesia na forma que ele pensa.

O Ty (Joe) é um personagem bastante interessante e que reflete muito sobre sua atual situação. Tem algumas atitudes imaturas, como qualquer adolescente, mas é bem maduro e parece lidar melhor com a mudança de vida do que sua mãe (que me irritou um bocado). Ele sempre compara sua nova realidade com a vida que tinha antes do trágico acontecimento e cada vez mais não sabe como diferenciar esses dois lados, constantemente se perguntando se a mudança foi uma coisa boa, como ele achou de início.

As amizades de Ty também são destaque, pois acompanhamos no que se baseava a relação com Arron e como são os novos amigos na sua vida como Joe. A amizade dele com a Claire é bem legal de se acompanhar já que ela tem seus próprios segredos e isso parece os unir. A dinâmica familiar também é abordada e eu gostei bastante de como ele e a avó se tratam.

O livro é cheio de ação e drama, e tem algumas reviravoltas que deixaram a leitura bem instigante. A autora trata de diversos assuntos como violência, drogas e algumas questões mais psicológicas, e os expõe de uma maneira bem interessante e direta, o que me deixou muito curiosa sobre o futuro do Ty. Gostei muito e estou doida para ler o segundo da série.

Sobre o livro:
ISBN: 9788581633398
Volume:01
Autora: Keren David
Editora: Novo Conceito
Ano: 2014
Páginas: 318 

5 comentários:

  1. Interessante, Mô... Quando eu li a sinopse pela primeira vez confesso que ao mesmo tempo que fiquei intrigada, fiquei com a sensação de que não seria um livro que eu gostaria de ler. Mas cara, na tua resenha tu aponta questões interessantes! Drama, violência, drogas, amizade, segredos... Vou ler! hahahaha

    Beijos!
    Mi
    Inteiramente Diva

    ResponderExcluir
  2. Leia, Mi. Eu comecei pensando que ia achar muito superficial, mas a autora tem um tema central e dele desenvolve outras questões. Eu gostei muito. =)

    ResponderExcluir
  3. Deve ser minha próxima leitura da Novo Conceito. Já tinha me interessado pela sinopse e as resenhas estão muito positivas sobre ele ;)


    Bjs, Kel - www.itcultura.com.br

    ResponderExcluir
  4. Eu gostei bastante. Achei que ficaria muito juvenil, mas levanta questões interessantes. =)

    ResponderExcluir
  5. Demorei pra ler a resenha porque tinha que escrever a minha ahahahaha Adorei o livro também, pelos mesmos motivos. A escrita ágil ajudou muito, e os temas abordados pela autora me prenderam bastante. Estou curioso pelas continuações.

    ResponderExcluir