domingo, 8 de setembro de 2013

RESENHA: Paperboy

Fabiana Araújo

Sinopse skoob: "Hillary Van Wetter foi preso pelo homicídio de um xerife sem escrúpulos e está, agora, aguardando no corredor da morte. Enquanto espera pela sentença final, Van Wetter recebe cartas da atraente Charlotte Bless, que está determinada a libertá-lo para que eles possam se casar. Bless tentará provar a inocência de Wetter conquistando o apoio de dois repórteres investigativos de um jornal de Miami: o ambicioso Yardley Acheman e o ingênuo e obsessivo Ward James.
As provas contra Wetter são inconsistentes e os escritores estão confiantes de que, se conseguirem expor Wetter como vítima de uma justiça caipira e racista, sua história será aclamada no mundo jornalístico. No entanto, histórias mal contadas e fatos falsificados levarão Jack James, o irmão mais novo de Ward, a fazer uma investigação por conta própria. Uma investigação que dará conta de um mundo que se sustenta sobre mentiras e segredos torpes.
Best-seller do The New York Times, Paperboy é um romance gótico sobre a vida aparentemente sossegada das cidades do interior. Um thriller tenso até a última linha, que fala de corrupção e violência, mas que, ao mesmo tempo, promove uma lição de ética."


 Enfrentando uma ressaca literária há quase dois meses peguei esse livro pra tentar ler. Não foi uma decisão muito inteligente, mas como este livro ganhou uma adaptação com Nicole Kidman achei que, dos que eu tinha aqui pra ler, seria o que mais me animaria. O livro tem um estilo bem diferente do que estou acostumada a ler, achei curioso o fato do autor só nos revelar o nome de seu narrador- personagem 40 páginas depois do início da estória. E também o fato de ser um livros sem divisão de capítulos rsrs

Confesso que gostei mais da construção dos personagens e toda a sua carga psicológica do que do enredo em si. Embora o autor tenha conseguido  nos apresentar uma narrativa envolvente e misteriosa, na minha opinião, ele deixou a desejar nos detalhes do desfecho. O leitor termina o livro se perguntando o porquê de certos acontecimentos, ou que destino levou tal personagem. Como sou uma leitora curiosa fiquei com essa sensação de 'mas acabou?' Volta aqui e me conta o que houve com...

Falando em personagens meu favorito é Charlotte Bless! Aham, depois de analisar muito essa 'louca' é a minha favorita. rsrs Pete Dexter foi certeiro ao criá-la, meio que não sabemos o que raios se passa na cabeça dessa mulher que se mostra tão atraída e envolvida por foras da lei, presidiários e afins. Ela é seduzida pela estória de Hillary, afirma que ele é inocente e quer se casar com ele mesmo toda uma cidade e a justiça tento o condenado a cadeira elétrica. Um outro personagem que merece destaque logo que aparece é Ward. Um jornalista meticuloso que não descansa enquanto não desvenda todos os mistérios, investiga cada fato e vai atrás de cada resposta para suas perguntas.Mesmo que isso possa o colocar em perigo. 

Uma trama psicológica que vai prender a atenção do leitor. Não recomendo o livro e nem o filme para menores de idade, pois ambos contêm cenas de violência, apelo sexual e temas inadequados.

Sobre o filme: Em 2012 'Paperboy' ('Obsessão' no Brasil) chegou as telinhas americanas com Nicole Kidman no papel de Charlotte Bless e John Cusack como Hillary Van Wetter. Tive a oportunidade de conferir a adaptação e os atores arrasaram em seus papel, conseguiram captar perfeitamente os personagens. Para as fãs do ator Jac Efron ele passa metade do filme em trajes baixos. Mas quem sou eu pra reclamar não é mesmo?
 

Trailer: 



Sobre o livro:

Titulo: Paperboy
Autor: Pete Dexter
Editora: Novo Conceito
Páginas:333



5 comentários:

  1. Maria Silvana ♪♫♪♫♫♪11 de setembro de 2013 20:13

    Oie, minha amiga vim te visitar =D
    Uau! Ainda não tinha lido a respeito desse livro, quero ter ele agora depois da tua resenha!

    Beliscões carinhosos da Máh :)
    Cantinho da Máh
    @Maaria_Silvana

    ResponderExcluir
  2. 'Não foi uma decisão muito inteligente' hahahaha Adorei.
    Eu estou com esse livro aqui, mas depois que li alguns comentários não me animei tanto assim para lê-lo. Acho que o pedi por ele ter justamente uma adaptação.
    Mas se tratando em trama psicológico, sempre dou uma oportunidade. E quando tem um mistério envolvido então... rsrs

    ResponderExcluir
  3. Ei Danni...


    Se um dia ler o livro me conta o que achou então... Muito obrigada pelo comentario na resenha, beijão

    ResponderExcluir
  4. Pegar "Paperboy" para se curar de ressaca literária, realmente não é uma boa. Rsrsrs
    Mesmo esse livro não tendo uma estrutura usual, vele muito a pena ser lido, pois as personagens salvam qualquer coisa. E adoro personagens loucas também. ;)


    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir
  5. Adorei a resenha! Eu já assistir ao filme e achei a história muito interessante e agora com a sua resenha vi que tem algumas coisas que não estão no filme e eu fiquei curiosa. Vou comprar o livro com certeza!


    ;**

    ResponderExcluir