segunda-feira, 16 de junho de 2014

RESENHA: Fragmenta-me (Estilhaça-me #2.5)

“Neste eletrizante conto da trilogia Estilhaça-me, descubra o que aconteceu com os rebeldes do Ponto Ômega após lutarem contra o Reestabelecimento. Fragmenta-me é contado do ponto de vista de Adam, respondendo as principais dúvidas dos leitores após grande final de Liberta-me. Enquanto o Ponto Ômega prepara para lançar um ataque-surpresa contra os soldados do Reestabelecimento a postos no Setor 45, o foco de Adam está bem longe do campo de batalha. Ele está se recuperando do rompimento com Juliette, apavorado pela vida do seu melhor amigo e preocupado como sempre com a segurança do seu irmão James. E justo quando Adam começa a pensar se aquela vida é mesmo para ele, o alarme soa. É hora de começar a guerra. No campo de batalha, é como se tudo estivesse a seu favor – mas derrubar Warner, não é fácil. O Reestabelecimento não tolera rebeliões, e por isso fará qualquer coisa para massacrar a resistência... inclusive matar a todos que são importantes para Adam. Fragmenta-me prepara o leitor para as emoções de Incendeia-me, o explosivo final da série distópica de Tahereh Mafi.”

Estava aqui pensando em como escrever essa resenha já que a sinopse aí de cima já retrata bem o conto em si. Então, o que me restou foi tentar colocar em palavras a minha frustração com esse conto. Não, a estória não é ruim. Tahereh Mafi ainda tem o dom de envolver o leitor em sua narrativa sem cansá-lo ou entediá-lo. A minha decepção se resume exclusivamente ao fato da autora não ter abordado melhor a estória de Adam como ela fez com a de Warner em seu conto. Tudo bem, posso estar sendo um tantinho (muito) exigente ou ter ido com muita sede ao pode mas por favor? O que ela abordou sobre o passado de Adam? Eu estava esperando uma estória mais no estilo de abordagem de ‘Destrua-me’ (resenha aqui). Aquele conto deu um nó na minha cabeça com relação ao personagem que eu achava conhecer! Gostei muito da oportunidade que a autora nos deu de conhecer um outro lado do Warner, suas dúvidas, seu modo de pensar e os motivos de agir como age. O que não aconteceu no conto do Adam que acabou deixando muito a desejar :(

Na minha humilde opinião a autora poderia ter recheado o conto do Adam com pontos  mais impactantes e reveladores. Fatos ela tinha, não entendo qual a lógica em  não usá-los. Não me entendam mal, adoro a autora e a trilogia, mas  realmente fiquei um pouco chateada. Adam é um personagem tão bacana, a meu ver merecia mais destaque. Ainda mais depois da bomba que a autora nos jogou em Liberta-me. Mafi mal mencionou tal fato na narrativa. OI!!! Isso me deixou muito pau da vida. Chateada-barra-frustrada-ao-quadrado 

Mas tentando deixar aos pontos negativos de lado não posso deixar de mencionar a relação de Adam com seu irmão James. Essa sim pode ser considerada algo a somar na trilogia embora não seja considerada novidade. ‘Fragmenta-me’ veio para reafirmar com clareza o quanto Adam esta disposto a se sacrificar pela família que lhe restou, de quanto esta empenhado a lutar pela segurança do irmãozinho.

Enfim, o jeito é esperar pelo lançamento de Incendeia-me para sanar nossas dúvidas e nossa imensa curiosidade HAHAHA. Ansiosa!

A Editora Novo Conceito disponibilizou o conto para download e você pode baixa-lo aqui

Sobre o ebook:
Fragmenta-me
ISBN:  9788581635002
Série: Estilhaça-me
Volume: 2.5
Autora: Tahered Mafi
Editora: Novo Conceito
Ano: 2014
Páginas: 70

Sobre a Trilogia:
2- Liberta-me
2.5- Fragmenta-me 
3-Incendeia-me

2 comentários:

  1. Uma das séries mais empolgantes do momento. Estou amando a série e não vejo a hora de poder ler este também. Pelos seus comentários este está divino. Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Eu gostei do livro do Adam, só não gostei muito dele mesmo, porque mesmo sendo uma graaande fã do Warner (desde o livro 1), sempre gostei do Warner. Só que acho que ele a cada livro vai ficando menos "gostável", infelizmente.

    ResponderExcluir