quinta-feira, 2 de julho de 2015

RESENHA: Sono

“É o décimo sétimo dia que não consigo dormir.”
Ela era uma mulher com uma vida normal. Tinha um marido normal. Um filho normal. Ela até podia detectar algumas fissuras nessa vida aparentemente perfeita, mas nunca chegou a pensar seriamente nelas. Até o dia em que deixou de dormir. Então o mundo se revelou. Um mundo duplo de sombras e silêncio; um mundo onde nada é o que parece. E onde ela não pode mais fechar os olhos.

Acho que essa resenha vai ficar um pouco diferente da forma que eu geralmente faço, mas não achei outro jeito de expor o que achei do livro sem dar spoiler. 

Sou uma pessoa que tem insônia, não como nossa protagonista, mas ainda sim sofro para ter uma boa noite de sono. Então, em certos momentos da leitura, eu fiquei com inveja do tipo de insônia que ela tinha: totalmente produtiva, que não cobrava o descanso que o sono deveria nos proporcionar.

Conforme fui avançando na leitura, essa sensação passou. Não só pelo final do livro, mas como as coisas que ela gostava e tomava como certas foram modificando e deixando tudo confuso e menos atrativo. Como até mesmo suas relações pessoais mais importantes foram decaindo não por se tornarem ruins, e sim por elas perderem o "brilho" segundo a protagonista.

Para mim, a insônia enfim estava cobrando seu preço: a falta de descanso tirou aquele filtro que tornava a vida cotidiana uma coisa boa. Por mais que outros prazeres tenham vindo a tona (e aqui o autor demonstra mais uma vez a importância da leitura e faz referência a ótimas obras), outros aspectos perderam o que os tornava dignos de nota e dedicação.

Deixando o que eu concluí de lado, a narrativa do autor me faz ler qualquer coisa dele rapidamente e é bastante fluida. Murakami sempre consegue tornar a mais simples história em algo interessante, mesmo que no final eu fique com a dúvida se realmente entendi o que ele quis passar. Dessa vez eu acho que cheguei perto, pelo menos (estou sendo otimista, obviamente). 

Outro ponto que enriquece esse conto, é o trabalho gráfico. As ilustrações da Kat Menschik são belíssimas e complementam a narrativa muito bem. Um livro curtinho, de fácil leitura e que vai te fazer questionar algumas coisas. Eu gostei demais.

Sobre o livro:
ISBN:  9788579623752
Autor: Haruki Murakami
Ilustrações: Kat Menschik
Editora: Alfaguara
Ano: 2015
Páginas: 120

6 comentários:

  1. Desde que você leu que fiquei com vontade de ler também. Achei a ideia curiosa. E é Murakami, né?
    Engraçado que a louca pra ler as coisas dele era eu, mas tu que acabasse lendo quase tudo. hehe
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. RUDYNALVA SOARES2 de julho de 2015 22:04

    Monique!
    Nunca li nada do autor, porém pelo visto, deve ser bom escritor.
    O sono é algo bem importante para repormos nossas energias e termos vitalidade.
    Ainda bem que não tenho insônia, ao contrário, durmo até muito bem.
    Gostaria de acompanhar o drama da protagonista em relação ao sono...

    “Sede pacientes; a
    paciência também é uma caridade, e deveis praticar a lei de caridade ensinada
    pelo Cristo, enviado de Deus.”(Allan Kardec - O Evangelho Segundo o Espiritismo)

    cheirinhos

    Rudy

    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    Participe no nosso Top
    Comentarista!

    ResponderExcluir
  3. Andressa Bernardes3 de julho de 2015 20:43

    Oie, não dá para ter muita ideia do que exatamente se trata, mas é mínimo curioso como tudo acontece.
    Estou lendo 1Q84 então tem alguns pontos do autor que até o momento eu não gostei e não sei se ele é assim em tudo, mas pelo visto vale tentar, até porque é bem pequeno né.

    ResponderExcluir
  4. Murakami é maravilhoso, né? Ainda não conhecia esse livro, fiquei curiosíssima. Mas adoro o jeito dele escrever, tenho certeza que vou gostar de Sono.

    http://naomemandeflores.com

    ResponderExcluir
  5. Samantha Corrêa7 de julho de 2015 13:39

    Adorei a capa parece bem Stephen King, só não entendi bem se o livro é um conto de terror ou de drama! Gostei bastante pelo fato de falar de insônia, coisa que também tenho sofri atualmente!

    ResponderExcluir
  6. Zilda Rosa Dos Santos17 de julho de 2015 17:37

    Não conheço o autor d o livro!! Mas o livro parece ser meio complexo, não sei se leria! Mas se a história tiver um bom enredo, fiquei curiosa para saber como termina a leitura!!

    ResponderExcluir