domingo, 6 de setembro de 2020

Assistimos na Fábrica: Agosto 2020

Uma agosto cheio de bons dramas, algumas despedidas, mas também com uma volta muito aguardada!


It's okay not to be okay (drama coreano 2020): Que show de dorama! De uma sensibilidade incrível, conquistou a maior parte dos telespectadores e olha, sou uma deles. Amei tudo: fotografia, atuações, enredo. O Kim Soo Hyun não poderia ter escolhido drama melhor para fazer sua volta pós exército, a Ye Ji foi maravilhosa e os figurinos dela também. Mas a verdade é que o Oh Jung Se foi o grande destaque. Sua interpretação do Sang Tae foi incrível! O enredo não deixou nenhuma ponta solta, misturou comédia, drama e mistério maravilhosamente bem e as referências a livros e as animações encaixaram perfeitamente com tudo. E o tema foi muito relevante, já que saúde mental ainda é um tabú em muitos países, inclusive na Coreia do Sul. Vou sentir muita falta desse drama que falou de cura, crescimento e família tão sabiamente.

Train (drama coreano 2020): Meu maior vício em Agosto! Comecei Train já perto do seu final, então foi basicamente uma maratona assistir o Do Won buscando descobrir o assassino e proteger a Seo Kyung. Gosto de tentar achar pistas junto com os personagens, e a trama maravilhosa me enganou toda vez que achava ter descoberto o culpado. Amei como o casal de protagonistas tinha química e fiquei torcendo por cenas que eu não deveria pois é a OCN e ela adora deixar a gente na mão no quesito romântico. As interpretações foram ótimas, e o Yoon Shi Yoon me deixou muito orgulhosa de seu trabalho. Conseguiu interpretar o mesmo personagem com personalidades distintas e seu olhar me chocava toda vez. É um drama de apenas 12 episódios que soube muito bem aproveitar seu tempo para deixar uma trama sem enrolação e cheio de tensão. Adorei.


Never not love you (filme filipino 2018): Filme sobre um jovem casal que enfrenta problemas com suas escolhas profissionais e a forma que isso impacta no relacionamento deles. Eu gostei do filme, muitas das escolhas de Joanne eu faria, outras me dava agonia de assistir, mas ela e o Gio tinham uma conexão bonita. No final não fiquei tão certa sobre suas decisões, porém assim é a vida, não é? Nunca sabemos o que esperar. 



Stranger Secret Forest (drama coreano 2017): Um dos meus dramas favoritos! Fiz uma maratona relâmpago, vendo somente partes que considerava importante dos episódios, para poder acompanhar a segunda temporada com o enredo mais fresquinho na cabeça. Amo as intrigas, a procura por culpados, o trabalho investigativo, a amizade que se desenvolve durante esse processo entre a equipe, principalmente entre o Shi Mok e a Yeo Jin. Aliás, eu shippei bastante os dois, porque ele parece sim ser diferente com ela, porém o que importa é o que eles significam um para o outro. Vou deixar o link da resenha que fiz do drama para o Sopa Primordial aqui, pois tem mais detalhada minha impressão. 



Stranger 2 - Secret Forest 2 (drama coreano 2020): Meus amores voltaram! Foi todo um sofrimento esperar a confirmação da segunda temporada, depois saber se os principais iriam voltar, um século para a Bae Doo Na (uma das protagonistas de Sense8) confirmar se voltaria a ser a Yeo Jin. E que saudade eu estava de Shi Mok e Yeo Jin! Os dois tem temperamentos muito diferentes, mas o mesmo senso de justiça e eu sempre admirei isso nos personagens. Agora os dois estão numa situação onde precisam ficar um contra o outro e meu coração está doendo. O primeiro episódio serviu mais para nos situar sobre a atual vida deles, mas depois do segundo já começamos a ver o tanto de intrigas que vai rolar. Espero que seja um temporada tão boa quanto a primeira.


The theatre: a love story (filme japonês 2020): Fui ver o filme por motivos de Kento Yamazaki, ator japonês que admiro bastante, e quase passei mal de raiva do personagem dele. Totalmente egoísta e manipulador, o Nagata é do tipo que só dá valor quando perde. Eu tive muita pena da Saki porque ela se anulava por ele, e no final fica parecendo que ela estava errada, sendo ele o maior culpado de tudo. Queria que ele tivesse se dado muito mal, mas quando o mundo é justo, não é?



Sussurros do coração (filme animado japonês 1995): Percebi que não assisti alguns filmes do Studio Ghibli, ou somente vi partes. Então pensei em começar a remediar isso. Mostrando um pouco a vida de Seiji e em especial a de Shizuko, acompanhamos a jornada dos dois em busca de seus sonhos. Inicialmente a Shizuko não tem grandes ambições para o futuro e vive sua vida lendo e imaginando histórias. Quando ela conhece Seiji e seu amor por violinos, ela começa a pensar nos seus próprios sonhos e vai em busca deles. Gosto da mensagem que o filme passa, mostrando que é preciso dar o primeiro passo para para entender os próprios limites e melhorar os pontos que podemos. A animação do filme me encanta, gosto dos traços e do toque fantástico sempre presente nos filmes do Studio Ghibli.

Quais séries e filmes vocês assistiram em Agosto?

Nenhum comentário: